Últimas

O Diabo Veste Prada vai ganhar continuação? Elenco responde

O Diabo Veste Prada completou 15 anos de seu lançamento, e as protagonistas Meryl Streep, Anne Hathaway, Emily Blunt e Stanley Tucci se reuniram para falar sobre os bastidores desse clássico do cinema.


Em uma reunião promovida pela Entertainment Weekly para comentar sobre um final alternativo e uma possível continuação.

Foi revelado que a ideia inicial do longa era ter Michelle Pfeiffer, Glenn Close e Catherine Zeta-Jones para o papel de Miranda Priestly. No entanto, uma ligação do chefe do estúdio, Tom Rothman, garantiu Meryl Streep.

"Eu não estava interessada em fazer um filme biográfico sobre Anna; Eu estava interessada na posição dela na empresa. Eu queria assumir os fardos que ela tinha que carregar, além de ter que ter uma boa aparência todos os dias", disse a atriz.

Em entrevista recente, Anne Hathaway revelou que que era a "nona escolha" para o papel. Antes disso, Rachel McAdams, Scarlett Johansson, Natalie Portman, Kate Hudson e Kirsten Dunst foram consideradas.

"Esperei pacientemente até chegar a minha vez e recebi a ligação. Esse foi o meu sim mais fácil do mundo. Lembro-me do momento em que descobri que consegui o papel, simplesmente corri gritando pelo meu apartamento. Estava com um monte de amigos e eu simplesmente pulei na sala de estar e gritei: 'Eu estarei em O Diabo Veste Prada!'", contou ela.

O sucesso do longa foi gigante, garantindo duas indicações ao Oscar na época.


"Este é o primeiro filme [onde] homens vêm até mim e dizem: 'Eu sei como você se sente; tenho uma empresa e ninguém me entende. É muito difícil.' É a coisa mais difícil do mundo para um homem sentir seu caminho até o protagonista do filme se for uma mulher.", disse Meryl.

"Acho que o filme preparou uma geração para decidir, bem, quem eu serei no local de trabalho, quem serei quando for um líder?", completou Anne.

Questionadas sobre uma possível continuação, o diretor David Frankel falou que a ideia é distante.

"O estúdio não pediu [uma sequência]. Tivemos uma reunião em que dissemos: "O que poderíamos fazer se houvesse uma sequência?" Talvez tenha sido estúpido; sentimos como, Não, essa história foi contada… Lauren finalmente escreveu outro livro 15 anos depois. Chegamos à mesma conclusão, que apenas seguir os personagens não seria a mesma coisa", disse o diretor David Frankel.

Por outro lado, a autora Lauren Weisberger deu um pouco de esperança ao público: "Houve muitas conversas sobre isso. Eu não diria que está fora do reino das possibilidades".

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.