Últimas

Representantes de 11 partidos recusam voto impresso

Um encontro virtual, neste sábado (26), entre representantes de 11 partidos, decidiu não optar pelo voto impresso no Brasil. O comprovante de votação vem sendo defendido por Jair Bolsonaro, que acredita que há fraudes no sistema atual, no entanto, nenhuma prova foi apresentada pelo presidente.


Segundo O Globo, além de aliados do presidente, como o presidente do PP, Ciro Nogueira, do Republicanos, Marcos Pereira e do PL, Valdemar Costa Neto, estavam na reunião os presidentes do PSL, Luciano Bivar, do DEM, ACM Neto; do MDB, Baleia Rossi, do PSD, Gilberto Kassab, do Solidariedade, Paulinho da Força, do PSDB, Bruno Araújo, do Avante, Luís Tibé e do Cidadania, Roberto Freire. Essas siglas representam cerca de dois terços do Congresso Nacional, com um total de 325 deputados federais e 55 senadores.

A comissão especial criada pela Câmara dos Deputados para analisar a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 135/19, que torna obrigatório o voto impresso, reúne-se na segunda-feira (28) para apresentação do parecer do relator, deputado Filipe Barros (PSL-PR). A reunião está marcada para as 15 horas, no plenário 11.

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.