Últimas

Sedecti e Amazonastur avaliam propostas para participação do Amazonas na Expo Dubai 2021/2022

A Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti) reuniu, na manhã desta sexta-feira (18/06)) com representantes da Empresa Estadual de Turismo do Amazonas (Amazonastur) para debater sobre propostas de participação do Governo do Amazonas na maior feira de negócios do mundo – a Expo Dubai, que acontecerá no período de outubro de 2021 a março de 2022.

Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO

Presentes na reunião, o titular da Sedecti, Jório Veiga, e o presidente da Amazonastur, Sérgio Litaiff Filho, além de suas respectivas equipes, explanaram sobre as possibilidades das propostas de negócios a serem apresentadas na Exposição, que contará com a participação de mais de 190 países.

As ativações propostas pelo Estado do Amazonas giram em torno de três eixos temáticos: o turismo, a cultura e a inovação biotecnológica, ressaltando a preservação da biodiversidade amazônica e os aspectos socioculturais únicos, existentes entre os povos que coexistem no território.

Na avaliação do secretário da Sedecti, Jório Veiga, a ideia é apresentar as oportunidades de investimentos no Amazonas, no intuito de trazer novos negócios que fomentem uma economia focada na sociobiodiversidade da região.

“Conversamos sobre as possibilidades de participação do Governo do Estado na Expo Dubai, que é um evento muito importante para os negócios em nível mundial. Estamos ainda em tratativas para definir qual a melhor estratégia para apresentar o Amazonas como um ponto focal de investimentos, levando-se em consideração negócios que priorizem a sociobiodiversidade única de nossa região”, destacou o secretário.

Para o presidente da Amazonastur, Sérgio Litaiff Filho, a Expo Dubai é uma grande oportunidade para o Amazonas acelerar a retomada econômica, no âmbito do turismo, no cenário atual.

“A participação do Estado em uma Feira desse porte é fundamental para atrairmos investimentos para a indústria, comércio e turismo. Nossas propostas estão sendo construídas no intuito de mostrar nossos atrativos naturais, potencial econômico e diversidade cultural, buscando aquecer o segmento de turismo, a fim de beneficiar toda a cadeia de atividades que são movimentadas pelo setor no Amazonas”, enfatizou o presidente da Amazonastur.

Atração de investimentos - O Departamento de Atração de Investimentos e Comércio Exterior (Daice) da Secretaria Executiva de Desenvolvimento Econômico (Sedec), órgão vinculado à Sedecti, foi responsável pela apresentação do painel para a Expo Dubai 2021/2022.

Dentre os pontos principais apontados para a participação do Amazonas no evento, estão: foco na sociobiodiversidade, apresentar produtos que melhor reflitam a natureza, a cultura e a inovação presentes no Estado, atraindo assim investimentos para a indústria, comércio e turismo; trocar experiências e adquirir parcerias com outros países participantes da Exposição, agregando valor cultural e comercial para o Estado; firmar a presença do Amazonas no cenário internacional, centrando o Estado nas discussões acerca da inovação sustentável global.

Expo Dubai - A Expo Dubai será a primeira feira mundial a ser realizada no Oriente Médio. Visitada por milhares de pessoas, contará nesta edição com 192 pavilhões de países, entre eles o Brasil. A magnitude do evento, além de revelar uma oportunidade única de promover a imagem do Estado do Amazonas e suas potencialidades, é uma forma eficiente de atrair investimento estrangeiro direto e impulsionar o desenvolvimento socioeconômico do nosso Estado.

Para Jeibi Medeiros, chefe do Daice/Sedec, as oportunidades que eventos internacionais de atração de investimentos como a Expo Dubai possuem, são de grande valor estratégico para o Estado.

“É um evento que reúne investidores e representantes de entidades internacionais que possuem interesse em investir. Os eixos temáticos da programação são muito pertinentes para o Amazonas, que certamente será um grande destaque em uma plataforma de negócios internacional como a Expo Dubai", concluiu Medeiros.

O público alvo da Expo Dubai são instituições governamentais, setor privado, ONGs, sociedade civil, além do público em geral. Trata-se de um evento que será realizado continuamente durante seis meses, aberto ao público diariamente durante esse período.

O local do evento será dividido em três segmentos temáticos, chamados de “distritos”, e a estrutura conjunta contará com 192 pavilhões de países, mais de 200 restaurantes, cerca de 60 atrações diárias ao vivo. O pavilhão do Brasil será localizado no distrito da Sustentabilidade, que também inclui os pavilhões da República Tcheca, Singapura, Alemanha e Holanda, entre outras atrações.

A estrutura do distrito contará com um palco, exposições de tecnologia sustentável, arte e biodiversidade trazidos de todas as partes do mundo.

Para saber mais informações sobre o evento, basta acessar o link: https://www.expo2020dubai.com/

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.