Últimas

Suspeito de matar namorada em Manaus diz que tiro foi acidental

Manaus/AM - Suspeito de matar a própria namorada Safira Ferreira da Silva, de 16 anos, William da Silva, de 18, foi preso na manhã desta sexta-feira (4). O crime ocorreu na última terça-feira (1º) na casa de William, no bairro São José, Zona Leste de Manaus. 

Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO   

De acordo com o delegado João Tayah, o suspeito alegou acidente como causa do tiro. “Ele diz que tava na casa dele e na hora de passar a arma para uma pessoa, ela teria tentado impedir, quando houve o disparo. Ela estava morando com o ele há um mês”, disse.

A vítima deixou um bebê de 2 meses, fruto de um relacionamento anterior. Ela e William se conheceram há 8 meses pela internet.

Ainda de acordo com a autoridade policial, as investigações apontam que a vítima foi atingida por um tiro na região da cabeça, e ficou com a bala alojada, além de uma das veias do coração ter sido atingida.

Após o crime, William ainda chegou a levar a vítima para o Hospital e Pronto-Socorro (HPS) João Lúcio Pereira Machado, mas a jovem não resistiu ao ferimento.

Na delegacia, a mãe da vítima, Sara Regina Ferreira, contestou a justificativa do suspeito e informou que todo o crime foi planejado. “Ele planejou a morte da minha filha. Ele está mentindo, não foi acidental. Ele matou porque ele quis. A mãe dele sabe de tudo. Minha filha nunca mais vai voltar. Só quero que ele pague o que ele fez com a minha filha”, disse a mulher que estava desolada. 

O suspeito irá responder pelo crime de feminicídio no âmbito da Lei Maria da Penha. Ao término dos trâmites cabíveis, ele será levado para a Central de Recebimento e Triagem (CRT), onde permanecerá à disposição da Justiça. 

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.