Últimas

“Também queremos Lázaro preso”, diz mãe de santo de terreiro invadido

O centro espiritual é gerido por Mãe Bel e Pai Patric, de 57 e 32 anos, respectivamente. Assustados com a presença do criminoso na área, ambos se dizem inseguros e querem que as forças de segurança encontrem logo o criminoso.

Foto: Divulgacão/ BLITZ AMAZÔNICO


“Não queremos impedir a polícia de fazer o trabalho dela. Nós também queremos que o Lázaro seja preso. Estamos inseguros. Mas queremos que seja um processo no qual podemos colaborar com a polícia”, diz Pai Patric.

A afirmação ocorre um dia depois que o pai de santo André Vicente de Souza disse que policiais entraram em seu terreiro de Candomblé, bateram no caseiro do local, quebraram portas e tiraram fotos de objetos religiosos.

As imagens circularam junto à informação de que Lázaro praticou rituais satânicos em seus crimes, ligando, de forma incorreta, o Candomblé à prática delituosa do foragido.

Mãe Bel e Pai Patric também questionaram a abordagem realizada. Segundo a mãe de santo, a primeira pergunta feita pelos policiais foi: “Você conhece o Lázaro? Ele é da sua religião satânica”.

Fonte: Metrópoles 

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.