Últimas

Zambelli manda Omar Aziz pegar “bunda gorda” e “fazer algo que preste” (Vídeo)

A deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP) disse nesta 6ª feira (25.jun.2021), em vídeo publicado em seu perfil do Twitter, para o presidente da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Covid no Senado, Omar Aziz (PSD-AM) “pegar a sua bunda gorda” e “fazer algo que preste pelo país”, além de chamá-lo de “inútil” e “imbecil”.


“O dedinho mindinho do meu marido vale mais do que o senhor. Então pega essa bunda gorda sua que está na CPI sentado e vê se faz alguma coisa se útil, que preste para esse país, ao invés de ficar falando m… das pessoas. Tá bom? Seu inútil e imbecil”, afirmou a deputada.

A fala foi em resposta ao comentário feito por Aziz durante a sessão desta 6ª feira na CPI. Sem citar o nome da deputada, Aziz afirmou que “tem mulher, que está ao lado dele, que em solidariedade a ele quando tira a máscara ela também tira a mascara só para bajular. Bajula porque tem emprego de parente, carguinho de marido. Eles tem a mesma prática antiga de arranjar carguinho, um empreguinho, e aí bajulam o chefe do poder”.

O marido de Zambelli é o chefe da Força Nacional e coronel da PM, Antônio Aginaldo de Oliveira. Já Bruno Zambelli Salgado, irmão da deputada, é chefe de gabinete na Secretaria Especial de Assuntos Fundiários, do Ministério da Agricultura.

“Omar Aziz, eu vi que você acabou de ser referir a mim na CPI da Covid dizendo que eu tiro a máscara quando o presidente retira também. Primeiro, eu estou com o IGG positivo, não transmito e não pego covid. E fiz sim em solidariedade ao meu presidente para mostrar que ele não está sozinho”, disse a deputada.

Informado sobre a fala da deputada durante a sessão, Aziz respondeu ao vídeo de Zambelli com uma nova publicação em seu perfil do Twitter.



“Acabei de ser ofendido por uma deputada. Como sou diferente do chefe dela e não ofendo ou agrido mulheres, vou apenas oferecer uma música”, disse com um vídeo da canção “Espanhola”, do cantor Flávio Venturini.

Na 2ª feira (21.jun.2021), Zambelli esteve ao lado do presidente Jair Bolsonaro em visita a uma UPA (Unidade de Pronto Atendimento) na cidade de Guaratinguetá (SP). Naquele dia, ele mandou a repórter Laurene Santos, da TV Vanguarda, afiliada da Globo em São Paulo, “calar a boca” e afirmou que a emissora faz um “jornalismo canalha” depois de ser questionado sobre o uso de máscara e sobre a multa recebida por não utilizar o item durante passeio de moto em SP.

Durante entrevista à imprensa, Bolsonaro retirou a máscara de proteção que utilizava – o item é de uso obrigatório no Estado de São Paulo e é recomendado como medida sanitária contra o novo coronavírus. Seguindo o presidente, a deputada Carla Zambelli (PSL-SP) também retirou a máscara que utilizava.

No mesmo dia, Zambelli divulgou um vídeo dando a sua versão da confusão. Na publicação, ela ameniza as ofensas feitas por Bolsonaro apontando investimentos realizados pelo governo federal na saúde em Guaratinguetá. Afirmou que para “parte da imprensa, essa não é uma notícia para você ver no jornal”.

VEJA O VÍDEO:


Com informações via Poder360

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.