Últimas

Advogado diz que PM e jovem travaram luta corporal antes do tiro fatal em Manaus

O advogado do policial militar Daniel Lendel, Cristian Souza, confirmou que o suspeito e a vítima tiveram uma discussão após saírem de uma festa na madrugada deste sábado (3). 


Segundo o advogado, Daniel confirmou a mesma versão dada pela testemunha de que a briga começou após Lucas querer levar uma moça no carro do PM junto com eles.

“Eles saíram para se divertir como amigos que são, lá no local eles entraram em contato com uma moça [a testemunha] que inclusive vai depor. Começou uma discussão entre os dois porque o rapaz que foi vitimado queria trazer uma outra moça. Saíram de lá a vítima, o acusado e testemunha e nesse trajeto houve uma discussão no momento em que ele estava dirigindo. Ele [Daniel] parou [o carro], houve luta corporal entre eles e aconteceu a questão do disparo”, disse o advogado.

Cristian disse que apenas a perícia poderá afirmar se o tiro partiu de dentro ou de fora do carro do PM, já que consta essas duas versões.

Segundo o advogado, caso Daniel seja indiciado ele ficará preso no Batalhão de Guarda da Polícia Militar.

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.