Últimas

Barroso rebate Bolsonaro e diz que impedir eleição é crime de responsabilidade

 Após o presidente Jair Bolsonaro ter dito que o Brasil não pode ter eleições no próximo ano, se não no formato impresso, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), afirmou em nota, nesta sexta-feira (9), que atuar para impedir eleições se trata de violação a Constituição.


Segundo o presidente do TSE, Luiz Roberto Barroso, o posicionamento de Bolsonaro também configura crime de responsabilidade.

Mais cedo, Bolsonaro ameaçou: "Não tenho medo de eleições, entrego a faixa a quem ganhar, no voto auditável e confiável. Dessa forma, corremos risco de não termos eleições ano que vem. Futuro de vocês que está em jogo", disse.

O voto impresso no Brasil já havia sido discutido e considerado inconstitucional. Em 2021, o sistema eletrônico de votação completou 25 anos de funcionamento sem nenhum registro de fraude comprovado. 


Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.