Últimas

Bolsonaro denuncia: ‘Tem articulação de três ministros do STF para não ter voto auditável’

Brasil – Nesta quinta-feira (1º), o presidente Jair Bolsonaro disse que três ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) articulam para barrar a implementação do voto impresso auditável nas eleições de 2022.

Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO

“Tem uma articulação de três ministros do Supremo para não ter o voto auditável. Se não tiver, eles vão ter que apresentar uma maneira de termos umas eleições limpas. Se não tiver, vão ter problemas o ano que vem. Eu estou me antecipando a problemas para o ano que vem”, afirmou.

Bolsonaro não citou os nomes dos ministros. De acordo com ele, “o voto auditável é para ter certeza de que em quem o povo votar vai ser eleito”. Ele afirma que, com o sistema de votação atual, “a fraude está escancarada”.

Ontem (30), os ministros do STF Alexandre de Moraes, Toffoli e Gilmar Mendes se reuniram com presidentes de partidos contra o voto impresso auditável. Edson Fachin também é um dos que articula contra o voto auditável.

Bolsonaro ainda disse que os ministros do STF de tornar o ex-presidiário Lula (PT) elegível para ganhar “na fraude” em 2022.

“Eu estou antecipando porque ano que vem é a expressão da democracia, é a transparência. Não adianta vir com argumentozinho de que é muito caro, dinheiro tem. Já está arranjado dinheiro para as eleições, para comprar as impressoras. Então, nós queremos eleições limpas no ano que vem, porque tiraram o Lula da cadeia, tornaram elegível pra ele ser presidente na fraude, isso não vai acontecer.”

Fonte: Gazeta Brasil

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.