Últimas

Em Autazes, Idam inicia curso de Boas Práticas na Fabricação dos Derivados da Polpa do Cupuaçu

O Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Amazonas (Idam) realizou, ontem (12/07), a abertura do curso de Boas Práticas na Fabricação dos Derivados da Polpa do Cupuaçu, em Autazes (distante 113 quilômetros de Manaus). A programação, que se estenderá até o dia 16 de julho, abordará temas relacionados a boas práticas de fabricação e produção de doces de cupuaçu.

Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO

Segundo Jean Ferreira, técnico em agropecuária e coordenador do Projeto Prioritário do Cupuaçu, a atividade atende 20 agricultores familiares inseridos no projeto, com aulas presenciais no período da manhã e da tarde.

“Nosso objetivo é qualificar os agricultores com relação à prática e fortalecer a cadeia produtiva do cupuaçu, através de seus derivados, agregando valores à produção primária da cultura, com o fornecimento de produtos de qualidade aos consumidores, visando melhoria na renda das famílias envolvidas no projeto”, ressaltou.

O curso está sendo organizado pela unidade local, juntamente com a coordenação do Projeto Prioritário do Cupuaçu e gerências de Produção Vegetal e Apoio à Agroindústria. Além da participação de técnicos do Idam, o curso também conta com a participação da produtora Jane Barros, que compartilhará suas experiências com a fabricação e comercialização de derivados de cupuaçu ao longo do curso.

De acordo com o gerente da unidade local do Idam em Autazes, Josinei Lima da Silva, o curso conta com a participação de representantes de várias associações e comunidades do município. A ideia é que, ao final do curso, os agricultores participantes possam difundir o que aprenderam em suas comunidades.

Um destes participantes é Arinaldo Cristo de Meireles, agricultor com anos de experiência e interessado em investir em derivados de cupuaçu. Para ele, o curso é uma boa oportunidade para expandir sua produção.

“Eu já trabalhei com vários tipos de vegetais: limão, açaí, milho, arroz e tenho uma plantação boa de cupuaçu. Hoje estou aqui para aprender a tirar ainda mais proveito da minha produção e melhorar minha renda”, disse.

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.