Últimas

Delegacia do Meio Ambiente doa 20 toneladas de pescado e carne de jacaré para entidades assistenciais de Manaus

Entidades socioassistenciais cadastradas no programa Mesa Brasil, do Serviço Social do Comércio (Sesc), foram beneficiadas com mais de 20 toneladas de pescado e carne de jacaré apreendido pela Delegacia Especializada em Crimes contra o Meio Ambiente e Urbanismo (Dema), da Polícia Civil do Amazonas (PC-AM). Os peixes da espécie pirarucu e a carne de jacaré, sem registro legal de procedência, foram apreendidos durante a operação Marchantaria, deflagrada no início do mês em Iranduba (a 27 quilômetros de Manaus).

Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO

A apreensão foi a maior já realizada pela Dema em uma única ocorrência. A operação contou com o apoio do Departamento de Investigação Sobre Narcóticos (Denarc), Delegacia Fluvial (Deflu), Grupo Força Especial de Resgate e Assalto (Fera), Receita Federal (RF) e Secretária Executiva Adjunta de Operações (Seaop), da Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM).

De acordo com o delegado titular da Dema, Herbert Lopes, a ação policial ocorreu na Ilha da Marchantaria e tinha o objetivo de fiscalizar embarcações, justamente, para verificar a procedência de alimentos que circulavam pela área.

“Essa apreensão de 20 toneladas aconteceu dentro da operação Marchantaria, que é realizada com a Dema, Denarc, Deflu e a Seaop. Realizamos a fiscalização nas embarcações que adentram em Manaus. Ela foi apreendida em um barco pesqueiro, dentro de um porão”, disse.

Apesar de não ter procedência legal, o alimento estava em boas condições, e por isso foi doado para entidades socioassistenciais. De acordo com Herbert Lopes, toda a carga seguiu para beneficiar instituições que atuam em Manaus.

“Essa carga pelo volume que foi muito grande, foi doada ao ‘Mesa Brasil’, do Sesc, que fez a distribuição para aquelas organizações que trabalham com assistência social”, salientou o delegado.

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.