Últimas

Fomento a instituições possibilita continuidade do trabalho em prol das pessoas com deficiência

O recurso de R$ 6 milhões anunciado pelo governador Wilson Lima para Organizações da Sociedade Civil (OSCs) que atuam com pessoas com deficiência (PCDs), nesta sexta-feira (20/08), vai beneficiar, diretamente, 29 associações que atendem crianças, adolescentes, adultos e idosos da capital e interior do Amazonas. Entre os maiores ganhos para as OSCs está a possibilidade de, a partir do recurso, aumentar o quadro de pessoal para ampliar o atendimento.

Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO

A ação faz parte da programação da Semana Nacional da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla, comemorada de 20 a 28 de agosto. As OSCs que receberão os recursos foram aprovadas no edital Programa de Atenção à Pessoa com Deficiência – Ações Descentralizadas Socioassistenciais lançado pelo Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc).

Entre elas está a Associação dos Deficientes Intelectuais do Amazonas (Adiam), que atende PCDs na zona norte de Manaus. “Nós desenvolvemos um trabalho na Cidade Nova e procuramos fazer uma busca ativa nas escolas, principalmente as escolas públicas, com as pessoas com deficiência, principalmente as intelectuais, que são os autistas e com Síndrome de Down e levamos para fazer atividade lúdica, terapia lúdica e um atendimento psicológico”, disse a presidente da Adiam, Emília Aguiar.

“A maioria desse recurso é para fazer o pagamento de pessoas da nossa equipe técnica; e nós também não temos sede própria, nós pagamos aluguel, água, luz, é principalmente para isso, material de expediente também. A única palavra que eu tenho nesse momento é gratidão”, comemorou a gestora.

“Esse fomento serve para manter e dar apoio a essas instituições, porque elas que movem a comunidade, o atendimento das pessoas com deficiência em todo o estado”, disse a titular da Sejusc, Mirtes Sales.

Interior – Organizações da Sociedade Civil que atuam no interior do estado também foram beneficiadas pelo Governo do Amazonas, na ação desta sexta-feira, como parte da programação da Semana Nacional da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla. Além do recurso, o governador também lançou a Carteira de Identificação da Pessoa com Transtorno do Espectro Autista (Ciptea).

Vindas do município de Itacoatiara (a 176 quilômetros de Manaus), as representantes da Associação Mães Heroínas receberam carteiras destinadas a pessoas com Transtorno do Espectro Autista atendidas pela organização.

“Nós atendemos, atualmente, 180 famílias cadastradas, atendemos crianças, adultos e idosos PCDs todos vivem em total vulnerabilidade. (A Sejusc) tem nos assistido com hortifrúti; cadeiras (de rodas), que as pessoas já estavam havia mais de três anos na fila; e as carteirinhas, que é o mais esperado pelas famílias. Muito obrigada, Rede Sejusc, continuem com essa parceria, essa acessibilidade”, destacou Lorena Moncaio, vice-presidente da Associação Mães Heroínas.

A carteira Ciptea garante à comunidade autista do Amazonas o atendimento prioritário em todos os segmentos dos serviços públicos e privados, em especial nas áreas de saúde, educação e assistência social.

“A Ciptea vem sendo cobrada, questionada pelas mães de autistas, porque o autista não tem uma deficiência visível, e eles acabam sendo discriminados por comportamentos, às vezes crises, têm dificuldades para conseguir uma vaga na escola. E a carteirinha, além de comprovar a deficiência dele, também dá atendimento preferencial”, ressaltou a secretária executiva da Pessoa com Deficiência da Sejusc, Leda Maia.

De acordo com a secretária Mirtes Sales, a programação da Semana Nacional da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla segue até o dia 28 de agosto.

“Nós temos uma semana de muitos encontros, palestras, eventos externos e internos com as instituições, uma semana toda preparada para a Pessoas com Deficiência. No mês de setembro o Governo do Estado do Amazonas vai lançar muitos projetos que vão amparar mais ainda a Pessoas com Deficiência”, informou Mirtes.

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.