Últimas

Reeducandos iniciam segunda fase da revitalização da Orla do Amarelinho

Em coletiva de imprensa realizada nesta segunda-feira (23/08), o secretário de Estado de Administração Penitenciária (Seap), coronel Vinícius Almeida; o prefeito de Manaus, David Almeida; e o vice-prefeito, Marcos Rotta, anunciaram o início da segunda fase da revitalização da Orla do Amarelinho, localizado no bairro de Educandos, realizada por reeducandos do programa de ressocialização Trabalhando a Liberdade.

Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO

O espaço é o segundo a ser revitalizado por meio da parceria do Governo do Amazonas e da Prefeitura de Manaus. A nova ação conjunta entre a Seap e a Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf) tem utilizado a mão de obra de 40 internos da Unidade Prisional do Puraquequara (UPP).

Ao longo de um mês, os reeducandos já realizaram todo o lixamento dos gradis, capinagem, podagem e limpeza da área. A segunda fase agora consistirá na pintura das grades, reparos na estrutura dos bancos, calçadas, escadas, praça e equipamentos da orla. A estimativa para a entrega do espaço revitalizado é para daqui a 40 dias.

A ocupação traz benefícios para a população, os cofres públicos e ao próprio reeducando. “A partir do momento que eles vêm para cá e fazem obras com o preço, às vezes, até quatro vezes mais barato do que seria na iniciativa privada, isso facilita a economia de recursos públicos e, também, possibilita que eles aprendam uma profissão para que quando saiam possam conviver conosco em sociedade totalmente ressocializados”, disse o secretário.

O prefeito de Manaus, David Almeida, elogiou a qualidade dos trabalhos realizados pelos apenados e demonstrou interesse em continuar com a parceria. "A Prefeitura agradece essa parceria e eu espero que daqui possamos fazer outras".

Remição de pena - Para desempenhar os serviços os internos passam por cursos de capacitação na UPP. Além de obterem a profissionalização, eles podem remir um dia de suas penas a cada três dias trabalhados, conforme prevê a Execução Penal (LEP), Lei nº 7.210/1984.

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.