Últimas

Reforma e modernização da AM-010 beneficia diretamente atividades de sete municípios do interior

A reforma e modernização da rodovia AM-010, com os trabalhos iniciados nesta quinta-feira (12/08) pelo governador Wilson Lima, promoverá o desenvolvimento econômico e levará benefícios diretos para ao menos sete municípios do interior do Amazonas. A expectativa é aquecer diversas atividades como o escoamento de produtos da agricultura, turismo, cultura, além de aumentar a segurança para pessoas que trafegam na estrada.

Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO

A AM-010 liga Manaus a Itacoatiara e foi idealizada ainda no século XIX. A rodovia corta os municípios de Rio Preto da Eva, Silves e Itapiranga. Há 40 anos não era realizada uma reforma completa na via, que também é caminho para outros municípios: Urucurituba, Urucará e São Sebastião do Uatumã.

O prefeito de Rio Preto da Eva, Anderson de Souza, destacou a importância da AM-010 para impulsionar o escoamento de produtos com grande produção no município, entre eles a laranja, peixe, ovos, banana e abacaxi. Sousa explica que o município é cortado pela AM-010 e também receberá a instalação do distrito bioagroindustrial, com a previsão para implantar 150 agroindústrias.

“Isso irá alavancar o nosso desenvolvimento, porque teremos uma estrada segura para escoar toda essa produção que já existe e que vai existir daqui para a frente. Parabéns, governador, por essa iniciativa, pelo trabalho, que Deus possa lhe abençoar e conceder muito mais realizações para o nosso estado”, disse o prefeito.

A prefeita de Itapiranga, Denise Lima, considera a estrada um avanço para o município, principalmente no que se refere ao turismo. Ela acredita que a rodovia em melhores condições dará suporte para o desenvolvimento de diversas atividades.

“Nós temos um potencial muito grande de turismo no nosso município. Tem o turismo religioso e também nós temos o turismo de pesca. Muitas pessoas deixam de ir ao município por conta da estrada, então para se ter o turismo é importante ter também o acesso. A modernização da AM-010 é ímpar para o desenvolvimento dos municípios, e não é diferente para o município de Itapiranga”.

Novos investimentos – Com o desenvolvimento econômico por meio da AM-010 modernizada, os gestores municipais também esperam novos investimentos nas atividades de maior força em cada cidade. Conforme a Secretaria de Estado de Infraestrutura e Região Metropolitana (Seinfra), cinco frentes de trabalho executam serviços na rodovia com previsão de finalização até dezembro de 2022.

O prefeito de Urucará, Enrico Falabella, destacou os avanços com a reforma da via. “Vai contribuir muito com o desenvolvimento econômico da nossa região, facilitando o escoamento da nossa produção e também, principalmente, vai atrair novos investimentos, porque teremos uma estrada em excelente condições de tráfego. Também vai trazer, principalmente, mais segurança para todos nós que usamos essa rodovia, inclusive eu”.

Viabilizando o transporte de Gás Natural Liquefeito (GNL) do Campo do Azulão, a nova AM-010, segundo o prefeito de Silves, Raimundo Grana, vai facilitar a entrega do que é produzido na cidade para o estado de Roraima, gerando mais empregos e renda.

“Isso vai gerar para o município a usar esse recurso em infraestrutura e qualidade da melhoria de vida da população de Silves. É um ponto muito importante para nós porque os municípios do interior dependem de recursos federais e estaduais, e com o gás natural de Silves, o nosso município vai ter um boom econômico muito grande para a nossa população”.

Com o principal acesso para Manaus por via terrestre, o município de Urucurituba também está ligado pela AM-010. O prefeito do município, Sabugo, avalia a reforma da via como um salto econômico para o estado.

“Nós ainda éramos curumins, moleques, quando falavam do melhoramento dessa estrada, e hoje é realidade. Muito feliz por esse momento, significa muito, principalmente para nós do interior que utilizamos muito essa estrada”.

Modernização – As obras na AM-010 contemplam 250,4 quilômetros e vão gerar 10 mil empregos. Incluem a construção de um novo pavimento, implantação de acostamentos e novas sinalizações horizontal e vertical. A pista da rodovia será alargada e passará a ter 11 metros de largura. Serão construídos acostamentos de 1,5m de largura ao longo de toda extensão da obra, além de terceiras faixas em 27 pontos críticos de ultrapassagem.

Para dar agilidade aos trabalhos, o Governo do Amazonas montou cinco frentes de obra distintas entre a capital e a sede do município de Itacoatiara que atuarão simultaneamente. Uma das frentes inicia os trabalhos no Km 13, e outra no Km 76,8. A terceira frente começa no Km 127,60, e a quarta no Km 177,40. A quinta frente começa no Km 222,80.

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.