Últimas

Sedecti e Rede Rhisa se reúnem com instituições de Ensino e Pesquisa em Tefé e Coari

No intuito de apresentar a Rede de Recursos Humanos e Inteligência para a Sustentabilidade da Amazônia (Rede Rhisa), a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti), em parceria com o Instituto Acariquara, Universidade Federal do Amazonas (Ufam) e Instituto Clima, reúne com instituições de Ensino e Pesquisa, entre outros atores, nos municípios de Tefé e Coari, no Médio Solimões, durante esta semana.

Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO

As reuniões tiveram início na segunda-feira (02/08), em Tefé, e seguem até sexta-feira (06/08), em Coari. Nos dias 3 e 4 de agosto, a comitiva da Secretaria Executiva de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), da Sedecti, juntamente com os representantes da Rede Rhisa, esteve no Centro de Estudos Superior da Universidade do Estado do Amazonas (CEST/UEA), em Tefé, onde aconteceu o lançamento da Rede na cidade.

No encontro, os coordenadores da iniciativa fizeram a apresentação da Rede e explanaram sobre as estratégias e ferramentas que serão utilizadas, a fim de formar uma densa rede colaborativa de pesquisa, desenvolvimento e inovação regional. A ideia é unir esforços par a troca de informações e experiências, com apoio mútuo a projetos e interlocução com setores da sociedade, empresas e governos.

A secretária executiva de Ciência, Tecnologia e Inovação da Sedecti, Tatiana Schor, que também atua na coordenação da Rede Rhisa, destacou que a mobilização no Médio Solimões deverá contribuir efetivamente com o fortalecimento da plataforma.

“Buscamos criar mecanismos de colaboração entre os próprios pesquisadores e cientistas, com as comunidades e com o setor privado, incorporando tecnologias adequadas nos processos produtivos com as salvas-guardas necessárias e, principalmente, com o respeito mútuo por quem está na região”, declarou a secretária.

Tatiana Schor reforçou ainda que “a proposta da Rede Rhisa é de uma plataforma colaborativa e inclusiva, que fortaleça os que aqui fazem pesquisa e os que aqui habitam”.

Segundo a secretária, as ações começaram pelo Estado do Amazonas, mas a ideia é abranger todos os Estados da Amazônia Legal, incluindo as associações, cooperativas e o setor privado.

Em Coari, a reunião acontece nesta quinta-feira (05/08), às 9h, no auditório do Instituto de Saúde e Biotecnologia (ISB) - Campus 1, da Ufam. A mobilização nos municípios é voltada aos acadêmicos, pesquisadores, professores, representantes de Instituições de Ensino e Pesquisa, do terceiro setor e gestores públicos.

Rede Rhisa - A proposta da Rede de Recursos Humanos e Inteligência para a Sustentabilidade da Amazônia (Rede Rhisa), é promover uma conexão com mais de 40 mil pesquisadores e entidades, por meio de uma plataforma voltada à divulgação e à promoção de projetos e soluções no campo da ciência e da tecnologia, em prol do desenvolvimento sustentável da Amazônia.

Durante o lançamento da Rede Rhisa, os participantes terão a oportunidade de conhecer melhor o funcionamento da plataforma e como aderir ao projeto.

“Em julho deste ano, a mobilização da Rede Rhisa esteve no município de São Gabriel da Cachoeira, onde tivemos uma ótima receptividade por parte dos participantes. Agora, chegamos à região do Médio Solimões, onde vamos apresentar a plataforma para os representantes das instituições que promovem ações no campo da ciência, da tecnologia e da inovação em prol da sustentabilidade da Amazônia. Será uma grande mobilização”, destacou o coordenador técnico da Rede Rhisa, professor Henrique Pereira.

Além de São Gabriel, Coari e Tefé, as mobilizações da Sedecti e Instituto Acariquara irão ocorrer também nas cidades de Tabatinga, Lábrea, Humaitá, Parintins, Barreirinha, Nhamundá, Itacoatiara, Itapiranga e Silves.

Serviço

O quê? Lançamento da Rede Rhisa no Médio Solimões (Coari e Tefé).

Quando? Dia 5 de agosto, às 9h.

Onde? Em Coari, no Auditório do Instituto de Saúde e Biotecnologia (ISB) - Campus 1, Universidade Federal do Amazonas (UFAM/Coari).

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.