Últimas

Adaf realiza educação sanitária em granjas avícolas de Tefé

A Agência de Defesa Agropecuária e Florestal do Estado do Amazonas (Adaf) realizou na quinta (02/09) e na sexta-feira (03/09), no município de Tefé (a 523 quilômetros de Manaus), UMA ação de educação sanitária em propriedades rurais que contam com a produção de aves de postura. O objetivo é assegurar a sanidade avícola dos plantéis no Amazonas, seguindo as normatizações sanitárias, visando a comercialização segura e garantindo a inserção de produtos de boa qualidade no mercado.

Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO

A equipe da Adaf esclareceu os produtores rurais sobre as exigências legais relativas à atividade, de acordo com as diretrizes do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), conforme a Instrução Normativa (IN) nº 56/2007, que baliza os procedimentos de fiscalização e controle de estabelecimentos avícolas de reprodução e comerciais.

As granjas São José e a Nossa Senhora de Guadalupe e Socorro foram visitadas pela equipe da Adaf. “É importante a adequação das granjas à legislação para que seja garantida a biossegurança da granja e, assim, evitar doenças que possam acometer as aves e, consequentemente, acarretem prejuízos aos produtores”, comentou o médico veterinário da Adaf e coordenador estadual do Programa Nacional de Sanidade Avícola (PNSA), Alison André.

As granjas já se encontram em processo de regularização junto à Adaf e, em breve, devem ser efetivamente registradas. “O próximo passo será a obtenção do selo do Serviço de Inspeção Estadual (SIE), para a comercialização dos ovos, garantindo assim um produto seguro para consumo da população de Tefé, que passará a não depender de outros municípios”, destaca Alison.

Abelhas – Além dessa atividade, a equipe da Adaf visitou uma propriedade rural com criação de abelhas sem ferrão. Localizada na comunidade Ipapucu, o local conta com 12 colmeias. Os meliponicultores foram orientados sobre a importância de efetuar cadastro junto ao órgão.

O médico veterinário da Adaf, Alison André, ressalta que o primeiro passo para ajustar a criação de abelhas é o cadastro junto à agência. “Assim, podemos ajudar os meliponicultores na questão sanitária da criação. As abelhas atuam polinizando os cultivos agrícolas das propriedades e aumentam também a produção de frutas”, destacou.

As abelhas nativas são uma riqueza da Amazônia e produzem um mel altamente nutritivo e de excelente valor comercial. “Nossa intenção é que haja aumento da produção de mel de abelhas sem ferrão, inclusive para exportar esse produto para o mundo”, finalizou o médico veterinário.

Para mais informações, o produtor rural pode procurar uma Unidade Local de Sanidade Animal e Vegetal (Ulsav) da Adaf em seu município.

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.