Últimas

Adaf terá escritório no Distrito de Realidade, em Humaitá

A Agência de Defesa Agropecuária e Florestal do Estado do Amazonas (Adaf) firmou termo de cooperação técnica com a Prefeitura Municipal de Humaitá para desenvolvimento de ações de defesa agropecuária naquele município, distante 590 quilômetros de Manaus. O termo foi assinado nesta terça-feira (21/09), pelo diretor-presidente da Adaf, Alexandre Araújo, e pelo prefeito de Humaitá, Dedei Lobo.

Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO

A assinatura do termo ocorreu durante o 6º módulo da capacitação técnica em Gestão das Cadeias Produtivas Animal e Vegetal para o Desenvolvimento do Setor Primário no Estado do Amazonas, realizada pela Secretaria de Estado de Produção Rural (Sepror), em parceria com a Companhia de Desenvolvimento do Estado (Ciama) e o Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (Cetam).

Entre outras ações, o termo prevê a instalação de um escritório da Adaf no Distrito de Realidade, localizado a 100 quilômetros da sede do município. O secretário de Estado da Produção Rural, Petrucio Magalhães Júnior, e o presidente da Câmara Municipal de Humaitá, Manoel Domingos, assinaram como testemunhas.

Para Alexandre Araújo, os principais beneficiados pelas ações previstas serão os produtores rurais. “O termo de cooperação técnica entre Adaf e Prefeitura de Humaitá permitirá a instalação de um Escritório de Atendimento da Adaf no Distrito de Realidade, visando melhor atender os produtores, que antes tinham que se deslocar até a sede do município de Humaitá para emissão de documentação sanitária, como a Guia de Trânsito Animal (GTA) e atualização cadastral do rebanho e da propriedade”, declarou o diretor-presidente da Adaf.

De acordo com o termo, a Prefeitura de Humaitá fica responsável por disponibilizar a infraestrutura necessária à instalação do novo escritório, além de ceder pessoal. Caberá à Adaf realizar o treinamento de servidores e a execução dos programas de promoção e proteção da saúde animal e vegetal, bem como das ações relacionadas à educação sanitária.

Integrante do Bloco I do Plano Nacional de Vigilância para Febre Aftosa (Pnefa), Humaitá ocupa posição estratégica para a agropecuária do Amazonas, contando com rebanho superior a 27 mil bovinos. O Distrito de Realidade, que começou como assentamento do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), é a última parada antes de se chegar a Humaitá pela estrada. Ao todo, Humaitá conta com 266 propriedades rurais de bovídeos cadastradas na Adaf e 260 produtores.

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.