Últimas

Comissão analisa propostas de empresas candidatas a gerir Previdência complementar

A Comissão de Estudos para Implementação do Regime de Previdência Complementar (Cerpc), da Prefeitura de Manaus, está em fase de análise das propostas enviadas pelas 12 entidades fechadas de Previdência complementar, que se candidataram para gerir o Regime de Previdência Complementar (RPC) dos servidores do município.

Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO

Nesta quarta-feira, 8/9, a Cerpc se reuniu para avaliar as documentações e, a partir de sexta-feira, 10, vai disponibilizar na página da comissão https://rpc.manaus.am.gov.br/ a lista de documentações das empresas proponentes, para dar transparência à seleção pública.

O resultado preliminar da seleção pública das propostas será divulgado no dia 30 deste mês. O critério de escolha será da empresa que oferecer o plano com as melhores condições aos servidores. Serão observados critérios como governança, custo por participante, rentabilidade, entre outros.

Nessa fase de avaliação das propostas técnicas, a Cerpc será assessorada pela Superintendência de Investimentos da Manaus Previdência, cujos integrantes -Flávio Rodrigues e Fernando Krichanã- possuem certificações profissionais avançadas da Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro (Anbima).

A Cerpc é presidida pela diretora-presidente da Manaus Previdência, Daniela Benayon, e tem mais nove membros que representam as seguintes instituições: Manaus Previdência; Conselho Municipal de Gestão Estratégica (CMGE); Procuradoria Geral do Município (PGM); secretarias municipais de Finanças e Tecnologia da Informação (Semef); de Administração e Planejamento de Gestão (Semad); Secretaria da Casa Civil; Controladoria Geral do Município (CGM); Tribunal de Contas do Estado (TCE-AM); e Câmara Municipal de Manaus (CMM).

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.