Últimas

Educadores da Prefeitura de Manaus participam de oficina para levar conhecimento em tecnologia à sala de aula

A Prefeitura de Manaus, realizou, nesta sexta-feira, 21/9, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed), em parceria com o Instituto Cultural Brasil Estados Unidos (Icbeu), oficinas voltadas às áreas de tecnologia, que incluíram eletrônica, programação e impressão 3D.

Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO

O evento foi voltado a professores e coordenadores dos Centros de Tecnologias Educacionais (CTEs), das Divisões Distritais Zonais (DDZs), da rede municipal de ensino.

A formação ocorreu no Icbeu do Centro, no MakerSpace, espaço de colaboração onde o aprendizado acontece por meio da criação de projetos e trabalhos envolvendo robótica, eletrônica, linguagem de computação, artes, filmagem, edição e impressão 3D.

De acordo com o coordenador-geral do Centro de Tecnologia Educacional, Tiago Pereira, as parcerias que a Semed realiza são fundamentais, para beneficiar todos os alunos da rede de educação infantil e ensino fundamental I e II.

“Nós estamos trabalhando para atingir os 225 Centros de Tecnologia Educacional e com o aval do secretário Pauderney Avelino, buscamos essas parcerias para fazer a formação de todos os coordenadores responsáveis que ficam nas escolas e nas DDZs”, disse Pereira, que também falou sobre o Clube de Letramento e Linguagem de Programação e Robótica Procurumim.

“Os coordenadores acabam desenvolvendo projetos educacionais e o Procurumim é um exemplo, uma iniciativa que já vem sendo desenvolvida há mais de cinco anos e utilizando todas as tecnologias que nós temos”, completou.

Formação

No módulo de programação, os participantes conheceram a linguagem para criar animações e jogos em diferentes sistemas operacionais com o intuito de facilitar o aprendizado de conceitos matemáticos e computacionais, estimulando a criatividade e a resolução de problemas.

Na oficina de impressão 3D, aprenderam sobre as tecnologias de prototipagem e conheceram a história do tema estudado até a fabricação de um modelo real, para ser impresso nesse tipo de tecnologia.

Procurumim

Além das atividades, o projeto Procurumim, que atualmente está em 70 escolas da rede municipal e que atende a quase 13 mil alunos, também se fez presente na oficina. Segundo o coordenador-geral do projeto, em conjunto com outros técnicos, Regis Caria, a ideia principal é desenvolver o pensamento computacional das crianças e, com isso, proporcionar uma educação integral completa.

“A ideia do projeto é fomentar o pensamento computacional, a partir de metodologias educacionais, que envolvam não só a linguagem de programação e tão pouco somente a robótica. E esse pensamento trabalha a partir de quatros parâmetros: abstração, decomposição, reconhecimento de padrão, algorítmicos. E a ideia também é promover o desenvolvimento integral das crianças, baseado na progressão e em aspectos como o protagonismo, autonomia e a sociabilidade com o outro”, explicou Regis Caria.

O coordenador do CTE da Escola Municipal Nova Vida, Aguinaldo Araújo, disse que a atividade do projeto envolve aquilo que todos esperam da educação brasileira: um ensino de qualidade e educação 4.0.

“Com essas oficinas podemos realizar um momento de muita importância para envolver toda a escola e visualizar os alunos em suas criações e compartilhando os projetos criados. Aproveitamos para engajar os professores e trocar essas experiências de programação. Também podemos ter contato com conhecimentos de outras escolas, e assim formarmos uma rede de aprendizagem criativa em nossa cidade”, finalizou Araújo.

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.