Últimas

Governo do Amazonas entrega notebooks a estudantes e professores de Rio Preto da Eva

O Governo do Estado entregou, no sábado (18/09), 128 notebooks a estudantes e professores da rede estadual do município de Rio Preto da Eva, distante 57 quilômetros de Manaus. A ação deu continuidade ao Projeto Educação 4.0, implantado pela Secretaria de Estado de Educação e Desporto, fruto da parceria com a empresa Positivo e o Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM).

Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO

“Foi um sábado de muito trabalho. Ao lado do governador Wilson Lima, entregamos notebooks do Projeto Educação 4.0 para estudantes e professores da rede estadual em Rio Preto da Eva. Estamos dando continuidade às entregas de um projeto que tem feito a diferença na vida dos alunos do interior. Ao longo desses últimos anos, a tecnologia tem sido aliada da Educação, por isso, vamos usá-la a nosso favor”, afirmou a secretária de Educação, Kuka Chaves.

A iniciativa visa aprimorar o processo de ensino-aprendizagem dos alunos da rede pública estadual nas disciplinas de Língua Portuguesa e Matemática. Desta vez, foi contemplado o público da Escola Estadual Raimundo Paz.

Os equipamentos são entregues com os dados de cada beneficiado e contam com conteúdos embarcados para serem usados off-line (sem a necessidade de Internet). Além disso, os estudantes poderão ter acesso aos recursos do programa “Aula em Casa”.

A aluna Giovanna Marinho, de 14 anos, foi uma das beneficiadas pelo projeto. “Estou ansiosa para usufruir deste aparelho que vai contribuir para as avaliações que estamos nos preparando para realizar no fim do ano. Acho que é muito importante inserir a tecnologia nos nossos estudos”, destacou a estudante.

Já o jovem Marcos Sales, 10, usará o notebook para estudar ainda mais. “Aqui na escola, os nossos professores nos incentivam a participar de projetos diferenciados e, por isso, estou muito feliz de fazer parte desta iniciativa”, concluiu Marcos.

Conteúdos – Os conteúdos embarcados nos notebooks são baseados em verificações e trilhas de aprendizagem, com atividades lúdicas, diferentemente do que é ofertado pelo projeto “Aula em Casa”, por exemplo. Após o fim das atividades, os alunos serão avaliados para verificar se o uso de tecnologia ajudou, de fato, no desenvolvimento dos trabalhos e na melhoria da aprendizagem.

Sobre o projeto – O Projeto Educação 4.0 foi idealizado pelo desembargador Wellington Araújo, à época vice-presidente do TJAM, e pela juíza Lídia Frota. O objetivo é alcançar estudantes em situação de vulnerabilidade que vivem em áreas de baixa ou nenhuma conectividade e alunos ribeirinhos.

Além de estudantes do ensino básico regular, a parceria com o TJAM e a Positivo também contempla a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), que desenvolve atividades com apenados.

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.