Últimas

Mais de mil policiais militares receberam bonificação por armas apreendidas

De janeiro a agosto deste ano, mais de mil policiais militares receberam bonificação financeira por apreensão de arma de fogo. Adotada pelo governador Wilson Lima, a medida totalizou o pagamento de R$ 232 mil em abono aos policiais pela retirada de armas das mãos de criminosos no estado. Dentre os armamentos mais apreendidos estão revólveres de variados calibres, espingardas e pistolas.

Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO

O tenente das Rondas Ostensivas Cândido Mariano (Rocam), Johnes Fernandes, recebeu a bonificação e relatou que a retirada dessas armas ilegais das mãos de infratores reflete diretamente no combate à violência.

“Desde o ano passado, a Polícia Militar vem recebendo gratificações mensais como bonificação de apreensão de armas de fogo. No último ano, quebramos todos os recordes de apreensão. Os números estão aí para serem demonstrados como forma de produtividade, e é muito gratificante um policial militar conseguir de alguma forma receber a gratificação em cima dessa produtividade”, disse.

De acordo com o cabo da Rocam, Alex Brasil, a bonificação é motivadora e reflete no empenho do trabalho policial. “A gente trabalha diariamente na rua, e nós temos recebido do Estado essa gratificação que serve como motivação”, afirma o policial. “Isso tudo é uma forma de mostrar que o policial é valorizado pelo governo”.

Apreensão – Em uma das ocorrências no mês de abril, a Rocam apreendeu 14 armas de fogo com um trio ligado ao tráfico de drogas. Uma denúncia anônima levou os policiais ao encalço dos criminosos. De acordo com o relato, o bando criminoso era fortemente armado e comercializava drogas em bairros da zona norte.

“Recebemos uma denúncia de que em um bairro da zona norte de Manaus, indivíduos estariam fortemente armados em uma residência. As equipes se deslocaram para averiguar, foi quando os infratores fugiram. A polícia fez um cerco e conseguiu capturar os elementos. Todos os presos possuem antecedentes criminais. Conseguimos apreender armas e drogas”, explicou o tenente Johnes.

Beneficiados – A recompensa é um projeto do Governo do Estado que começou a ser elaborado em 2019. Em maio do ano passado, o governador Wilson Lima assinou uma Mensagem Governamental prevendo o pagamento e, em dezembro, os deputados aprovaram o projeto de lei do Executivo, instituindo a gratificação.

A Lei nº 5.044 foi regulamentada em janeiro. Pelo decreto que rege a premiação, o policial que apreender armas de fogo deverá submeter à sua instituição – Polícia Civil ou Militar – alguns documentos, como auto de apreensão de armamento, entre outros, para ter direito ao bônus.

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.