Últimas

Núcleo de Inteligência em Gestão inicia atividades presenciais nas escolas estaduais do interior

Com foco na melhoria de indicadores, o Núcleo de Inteligência em Gestão (NIG) da Secretaria de Estado de Educação e Desporto tem realizado, nas escolas estaduais de 58 municípios do Amazonas, atividades voltadas a ações de Gestão Educacional. Os painéis gerenciais têm como pauta a apresentação de resultados obtidos por meio de indicadores prioritários, que serão utilizados para a criação de estratégias de ensino que possibilitem a melhoria da aprendizagem dos estudantes da rede estadual.

Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO

A atividade busca atender às 369 escolas da rede estadual no interior, além das 229 unidades da capital.

Para a secretária de Estado de Educação e Desporto, Kuka Chaves, este é o momento de iniciar um planejamento com base nas ações executadas nas escolas. “Nosso intuito é alinhar nossas metas e criar estratégias para construir ações que otimizem o aprendizado dos nossos estudantes”, enfatizou.

No município de Boca do Acre (a 1.557 quilômetros de Manaus), os docentes foram divididos em dez unidades escolares que receberam as equipes da Secretaria de Educação. “A receptividade foi muito boa, pois todos estão cientes da necessidade desses momentos de socialização e troca de experiências pedagógicas. Os professores têm consciência dos prejuízos causados no processo de aprendizagem dos alunos, por conta da pandemia”, explica Socorro Santos, assessora de Gestão Educacional.

Os resultados apresentados nos painéis são advindos das respostas coletadas pelos assessores de Gestão Educacional, por meio de formulários diagnósticos que foram aplicados anteriormente.

Com números positivos, os professores e pedagogos do município de Parintins (distante 369 quilômetros da capital) realizaram um planejamento com ações que buscam manter os resultados. Os participantes foram divididos em 18 escolas do município, como explica a assessora de Gestão Educacional, Valéria Fragata, que conduziu as atividades.

“Nós construímos juntos o plano de ação, desde o início do painel gerencial, nós buscamos estabelecer o diálogo com os docentes. Posso dizer que a nossa atividade foi um sucesso e que os participantes tiveram um retorno muito satisfatório. Os professores se comprometeram a realizar as ações previstas no planejamento, e imediatamente, algumas escolas já começaram a executar”, finalizou Valéria Fragata.

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.