Últimas

Acidentes de trânsito no Amazonas continuam em queda

O número de acidentes de trânsito no estado continua em queda. Nos nove primeiros meses deste ano, a redução chegou a 15,9% em comparação com o mesmo período do ano passado. Só na capital a diminuição foi de 17,6% no período comparado.


De acordo com o diretor-presidente do Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM), Rodrigo de Sá Barbosa, o resultado é fruto da conscientização dos condutores, aliada a ações de fiscalização dos órgãos estaduais e municipais de trânsito.

“Isso é fruto da intensificação das fiscalizações integradas entre o Detran Amazonas com o IMMU (Instituto Municipal de Trânsito de Manaus) e o Batalhão de Trânsito da Polícia Militar e, também de um movimento de conscientização do condutor. É comprovado que em 90% dos acidentes de trânsito há uma ação ou omissão humana, e a gente precisa da colaboração dos condutores para manter esses números em queda”, destacou Rodrigo de Sá.

A queda registrada nos nove primeiros meses do ano é puxada principalmente pelos números de acidentes com danos materiais e vítimas lesionadas. Na comparação do período entre 2020 e 2021, a redução chegou a 18,6% (danos materiais) e a 12,6% (vítimas lesionadas) no estado. Já os acidentes com vítimas fatais tiveram crescimento de 11,9% alavancado pelos números do interior, que, nos nove primeiros meses deste ano, em comparação com o mesmo período do ano passado, cresceram 42%.

“O que ainda nos traz preocupação e que faz com que os números ainda não sejam tão positivos, são os acidentes de trânsito com vítimas fatais no interior do estado. É um fator preocupante, que a gente atribui muito à desorganização do trânsito em vários municípios. Não é à toa que esse é um tema que a gente vem debatendo desde o início da nossa gestão. A municipalização do trânsito, que significa dizer integrar os municípios ao Sistema Nacional de Trânsito, é um tema de extrema importância que cabe aos prefeitos”, afirmou Rodrigo de Sá.

O diretor-presidente aponta que o órgão tem ajudado a fomentar esse processo, ao lado do Conselho Estadual de Trânsito. “Mas a gente acredita que um trabalho com mais afinco e um pouco mais intenso, a partir do próximo ano, juntamente com os prefeitos, com sinalização viária, com um trabalho de educação de trânsito, com fiscalização de trânsito, que para muitos é um tema impopular, seja necessário para que a gente possa coibir esse crescimento de mortes no trânsito no interior do estado”.

Números – Em números reais, os acidentes de trânsito no Amazonas, nos nove primeiros meses de 2021, somaram 8.860. Em 2020, no mesmo período, o total foi de 10.544.

Na divisão dos acidentes por tipo, os números na comparação entre 2020 e 2021 no estado são os seguintes:

• Danos materiais: 6.779 (2020) x 5.514 (2021)

• Vítimas lesionadas: 3.539 (2020) x 3.093 (2021)

• Vítimas fatais: 226 (2020) x 253 (2021)

Em relação aos acidentes fatais, apesar da elevação registrada neste ano, destaca-se uma redução de 31% na análise dos últimos dois meses (agosto e setembro) deste ano.

De janeiro a setembro deste ano, foram 81 mortes nas vias do interior do Amazonas, contra 57 no mesmo período do ano passado. Em Manaus, esse crescimento foi menor: foram 172 vítimas fatais neste ano contra 169 em 2020.

Agosto e setembro – A queda nos números de acidentes no Amazonas entre os meses de agosto e setembro foi bem acentuada, chegando a 29,9%. Todos os três índices que compõem o indicador acidente de trânsito sofreram redução.

Entre agosto e setembro, as mortes no trânsito no estado caíram de 29 para 20 ocorrências (-31%). Já os acidentes com danos materiais saíram de 149 para 44 (-70,4%) e os acidentes com vítimas lesionadas reduziram de 213 para 210 (-1,4%).

ARTES: Detran-AM

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.