Últimas

Amazonas permanece em baixo risco para Covid-19, mas FVS-RCP alerta para manutenção de prevenção à infecção

O Amazonas segue em baixo risco para transmissão da Covid-19, permanecendo na fase amarela (fase 2). O dado está disponível no Boletim Epidemiológico da Covid-19 nº 28, divulgado nesta quarta-feira (27/10), pela Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas – Drª Rosemary Costa Pinto (FVS-RCP). O documento está disponível no site da instituição https://www.fvs.am.gov.br/media/publicacao/boletim_28_covid_-_19_4.pdf.


A avaliação de risco é calculada pela FVS-RCP conforme metodologia desenvolvida pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (CONASS), levando em consideração a capacidade do sistema de saúde e a evolução da Covid-19 no Amazonas.

A diretora-presidente da FVS-RCP, interina, Adriana Elias, destaca que, mesmo com o cenário epidemiológico de Covid-19 atual, é necessário manter as medidas preventivas à infecção, levando em consideração que 89% dos casos da doença no Amazonas são, predominantemente, da Variante de Preocupação (VOC) Delta (B.1.617) do novo coronavírus (SARS-CoV-2).

O alerta foi feito por meio do Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde do Amazonas (CIEVS-AM/FVS-RCP) também nesta quarta-feira. “Diante desse novo cenário, é preciso que a população se mantenha firme e fortaleça os cuidados preventivos à infecção, principalmente, aderindo à vacinação contra Covid-19, para evitar o avanço da doença”, destaca Adriana.

Sazonalidade - A FVS-RCP alerta que o Amazonas se encontra em período de transição para o período chuvoso no Estado, neste mês de outubro. A ocorrência das chuvas constantes representa período de sazonalidade para a Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), síndrome respiratória infecciosa associada à Covid-19, que pode levar a complicações clínicas e internações hospitalares, podendo ser considerada uma complicação da síndrome gripal.

“A chegada do inverno amazônico e a proximidade das festas de fim de ano são momentos em que há tradicionalmente aglomeração de pessoas. Por isso, seguimos insistindo que é preciso continuar avançando com a vacinação contra Covid-19, para que não haja aumento no número de casos, mesmo com a presença da variante Delta”, acrescenta a diretora-presidente da FVS-RCP, interina.

Indicadores - O boletim destaca que foi observado um aumento de 7% na média diária de casos no Amazonas. Houve aumento de 36% no interior do Estado. A capital, Manaus, apresentou redução de 25% dos casos. Também foi observada redução da taxa de incidência em todas as faixas etárias, principalmente em idosos (50%) e na faixa etária de 20 a 59 anos (46%).

“Como a variação da média móvel foi de 7%, considera-se como uma estabilização. Nas últimas semanas, o Amazonas tem apresentado estabilização no número de casos novos diariamente. Com a estabilidade, em torno de 50 casos novos por dia em todo o Estado, sendo cerca de 40% desses casos na capital e o restante no interior do Estado”, afirma Daniel Barros, assessor da Sala de Situação de Saúde do Amazonas, coordenado pela FVS-RCP.

Nos últimos 14 dias, conforme o boletim, houve redução de 14% no número de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) ocupados por pacientes com Covid-19 nos hospitais da rede pública, enquanto que o número de leitos clínicos ocupados subiu de 3 para 7.

A média móvel diária de morte por Covid-19 no Estado reduziu 33%, nos últimos 14 dias. “O Amazonas registra uma média de um óbito por Covid-19 por dia, sendo que, em vários dias ao longo do mês, não foram registrados óbitos. Vale ressaltar que a maioria das pessoas que necessitam de internações ou evoluem para óbito não apresentam esquema vacinal completo. Portanto, ressaltamos a importância de todos buscarem a vacina para se protegerem”, acrescenta Daniel.

Dados parciais do Programa Nacional de Imunização apontam que 4.478.747 doses foram aplicadas em todo o estado até esta quarta-feira (27/10), sendo 2.603.719 de primeira dose, 1.763.026 de segunda dose, 51.265 com dose única e 60.737 de terceira dose (dose de reforço).

Referência – A FVS-RCP é responsável pela Vigilância em Saúde do Amazonas. A instituição funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, na avenida Torquato Tapajós, 4.010, Colônia Santo Antônio, Manaus. Contato telefônico da FVS-RCP (92) 2129-2500 e 2129-2502.

FOTOS: Quézia Pinheiro/FVS-RCP

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.