Últimas

Ao destacar vitória do Manaus no futebol, Wilson Lima afirma que Estado definirá com o clube protocolo para jogos com público

Governo já avança na definição desse protocolo com a realização do jogo entre Brasil e Uruguai na Arena da Amazônia, no próximo dia 14


O governador do Amazonas, Wilson Lima, afirmou que o Governo do Estado vai definir, junto às autoridades de saúde, os critérios e protocolos a serem adotados para a liberação da presença de público no próximo jogo do Manaus Futebol Clube na Arena da Amazônia. O time amazonense – que goleou o Novorizontino (SP) por 5 a 0 ontem (03/10), volta a jogar em casa no dia 17 de outubro, contra o Ypiranga (RS).

“A gente tem que fazer isso de forma muito responsável, atendendo a todos os protocolos e regras estabelecidas. Vamos reunir com a diretoria do Manaus, com a Fundação Amazonas de Alto Rendimento (Faar), Fundação de Vigilância em Saúde (FVS), Secretária de Saúde (SES-AM); para entender qual vai ser essa capacidade de liberação e público e, acima de tudo, o compromisso não só do clube, mas também das torcidas organizadas de garantirem esse protocolo”, disse o governador, durante coletiva de imprensa nesta segunda-feira (04/10).

Para a liberação de público com segurança no jogo do Manaus FC, o Governo do Amazonas aplicará a expertise adquirida junto à Confederação Brasileira de Futebol (CBF), na organização da partida entre Brasil e Uruguai, a ser realizada no dia 14 de outubro de 2021, válida pela 12ª rodada das Eliminatórias da Copa do Mundo FIFA Catar 2022.

“É um jogo que a gente vai realizar com o público de 14 mil pessoas e que vai servir de parâmetro não só para a CBF, para a FIFA, mas também para o Governo do Amazonas; e entender falhas que a gente tem que corrigir, que posturas e protocolos devem ser atendidos para que a gente possa receber grandes eventos, como um jogo da seleção brasileira”, disse Wilson Lima.

Critérios – Para o clássico entre Brasil e Uruguai, os protocolos incluem esquema vacinal da Covid-19 completo, com duas doses ou dose única. Quem apresentar comprovação de segunda dose da vacina com intervalo menor do que 15 (quinze) dias da data do jogo deverá responder a um questionário de triagem de saúde e realizar teste de antígeno ou RT-PCR com 48h de antecedência da partida.

Haverá, ainda, a aferição de temperatura e não será permitida a entrada com alimentos e bebidas. A comercialização de produtos ficará restrita aos industrializados e embalados de fábrica. O uso de máscara e o distanciamento social serão obrigatórios durante todo o tempo de permanência no estádio.

Qualidade da Arena – Wilson Lima destacou que o time amazonense vai jogar nas mesmas condições que a seleção brasileira. “O jogo deve ser dia 17, três dias após o jogo da seleção, então o Manaus FC vai receber um campo que é um brinco, o gramado um tapete, iluminação em dia. Vai ser um ambiente propício para a prática do futebol, padrão Fifa”, enfatizou o governador.

Ele ressaltou, também, que a possibilidade de realizar eventos como jogos de futebol e shows culturais – cumprindo os protocolos de saúde – deve-se aos avanços na vacinação, que resulta em quedas expressivas dos indicadores da Covid-19 no Amazonas.

“Hoje 56 municípios do interior do estado não possuem uma pessoa sequer internada com a Covid-19. Nós avançamos muito na vacinação. Hoje temos 72% da população do Amazonas vacinada com a primeira dose; e 52% com a segunda dose. O Amazonas já começou a aplicação da terceira dose para aquelas pessoas que têm acima de 60 anos e também para profissionais da saúde que tenham acima de 40 anos”, destacou Wilson Lima.

Fotos: Herick Pereira/Secom

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.