Últimas

Em Humaitá, agentes da operação Tamoiotatá prendem três homens por crime ambiental

Na operação Tamoiotatá de combate aos crimes ambientais no sul do Amazonas, os agentes de fiscalização apreenderam três motosserras, um pássaro curió e um galão de combustível. O prejuízo estimado ao crime é de R$ 43 mil. A ação ocorreu na manhã de segunda-feira (04/10), durante vistoria na rodovia BR-319, no município de Humaitá (a 590 quilômetros de Manaus).

Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO

Conforme o relatório policial, foram flagradas três pessoas em uma área de loteamento realizando queimadas e utilizando motosserras para cortar madeiras. Ao abordar os suspeitos, os agentes constataram que não havia procedência do material utilizado, e os responsáveis não apresentaram o comprovante de posse do terreno.

Os suspeitos foram detidos, o material foi apreendido e o trio foi conduzido ao 8° Distrito Policial de Humaitá, para os procedimentos judiciais.

Participaram da ação agentes do Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam), do Batalhão de Policiamento Ambiental (BPamb), do 1º Batalhão de Policiamento de Choque (BPChoque), da Polícia Civil e da Secretaria Executiva Adjunta de Planejamento e Gestão Integrada de Segurança (Seagi), da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM).

Operação Tamoiotatá – Desde o início de abril, o Governo do Estado atua na repressão ao desmatamento ilegal nos municípios de Apuí, Humaitá e Lábrea. A operação é resultado de um trabalho conjunto entre as secretarias estaduais de Meio Ambiente (Sema) e Segurança Pública (SSP-AM).

Por determinação do secretário de Segurança Pública, general Mansur, houve reforço no número de efetivo. A Força Nacional também está participando, com mais de 40 agentes.

Durante os cinco primeiros meses de operação, foram apreendidos animais domésticos, madeira serrada e veículos que realizavam o transporte irregular de materiais ilícitos.

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.