Últimas

Encontro reúne poetas dos países da CPLP em evento gratuito

Celebrar a vida e unir os povos que falam o mesmo idioma. Essa é a proposta da sétima edição do Encontro de Poetas da Língua Portuguesa (VII EPLP). Aberto ao público e gratuito, o evento será dividido em duas partes.


Dos dias 4 a 7 de novembro, a conferência será transmitida pelo Facebook. Já no dia 13, o encerramento acontece presencialmente, na cidade de Lisboa, em Portugal.

Para Mariza Sorriso, poeta brasileira e organizadora do EPLP, uma das propostas da iniciativa é promover a inclusão e dar a conhecer a poesia e cultura dos países de língua portuguesa aos seus pares. “Os encontros sempre apresentam poetas das mais variadas idades e níveis de vivência poética, renomados e premiados doutores e PHDs em Letras, ao lado de poetas neófitos”.

- Por exemplo, muitos iniciaram suas publicações literárias através das nossas antologias comemorativas, outros tiveram seus dons poéticos despertados nos nossos encontros. Com esta sétima edição, esperamos atingir a marca de três mil participantes - revela.

Além das apresentações, haverá também o lançamento da antologia comemorativa do VII EPLP, intitulada ‘Os Poetas, a Poesia e os Continentes’.

A publicação conta com 270 poemas de 123 poetas de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique e Portugal. A obra faz homenagem a importantes personalidades da poesia, como o brasileiro Solano Trindade, o cabo-verdiano Oswaldo Osório e o português-angolano José Manuel Martins Pedro, cofundador do projeto e que faleceu em 1º de agosto de 2021, vitimado pela Covid-19.

História do evento

Criado em 2013, o EPLP é realizado desde 2014, anualmente, no Brasil, em Portugal e numa capital africana. O evento já foi realizado em cidades como Rio de Janeiro, Recife, Olinda, Belém, São Paulo, Lisboa (Portugal), Maputo (Moçambique) e Luanda (Angola).

Em 2019, com o apoio institucional da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP) foi realizada a VI edição na Guiné-Bissau. Em 2022, o EPLP será em Praia (Cabo Verde) para homenagear o poeta Oswaldo Osório.

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.