Últimas

Internos das unidades prisionais do Amazonas realizam prova do Encceja PPL 2020

Os reeducandos do sistema prisional do Amazonas puderam realizar, nesta semana, as provas do Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos para Pessoas Privadas de Liberdade (Encceja PPL) 2020. O exame foi aplicado nas próprias unidades prisionais do Estado e teve a supervisão da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), por meio da Escola de Administração Penitenciária (Esap), e das empresas terceirizadas.


Cerca de 547 reeducandos que participam do programa de ressocialização “Conhecimento que Liberta”, entre homens e mulheres, foram inscritos no Encceja PPL desta edição. Desse total, 429 são de unidades prisionais da capital e 118 pertencem ao interior. A prova teve início na quarta-feira (13/10), com a aplicação para os detentos inscritos na categoria que visa regularizar o Ensino Fundamental, e termina nesta quinta (14/10), com a avaliação dos internos que desejam obter o certificado de conclusão do Ensino Médio.

O exame realizado com os internos é composto por quatro provas objetivas, cada uma contendo 30 questões de múltipla escolha e uma redação. Para os detentos do Ensino Fundamental, a avaliação contou com questões relacionadas às áreas de Ciências Naturais, Matemática, Língua Portuguesa, Língua Estrangeira Moderna, Artes, Educação Física, História e Geografia.

Já para os do Ensino Médio, a avaliação teve questões sobre Ciências da Natureza e suas Tecnologias, Matemática e suas Tecnologias, Linguagens, Códigos e suas Tecnologias e Ciências Humanas e suas Tecnologias.

Para serem aprovados e receberem a certificação, os reeducandos participantes devem atingir pelo menos 100 pontos nas provas objetivas e cinco pontos na redação. De acordo com a diretora da Esap, Sônia Cabral, a aprovação é a chance dos custodiados iniciarem os seus respectivos processos de ressocialização por meio do estudo.

“É importantíssimo que os privados de liberdade tenham essa oportunidade, pois a grande maioria chega ao sistema prisional sem estar com o ensino regular completo. Com a aprovação, esses internos podem garantir o seu certificado de conclusão do ensino básico Fundamental ou Médio e podem dar um passo a mais rumo à mudança de vida que tanto desejam”, ressaltou a diretora.

Encceja PPL – As provas do Encceja PPL 2020 foram realizadas em 2021 por conta da incidência de casos de Covid-19 no ano passado. A avaliação tem o mesmo nível de dificuldade do Encceja regular. A aprovação, além de ser uma das formas do reeducando possuir o certificado de conclusão do ensino regular e obter a remissão de pena pelo estudo, conforme Lei de Execução Penal (LEP), é também uma das principais vias dele rumo ao Ensino Superior, que hoje é ofertado dentro do sistema prisional do Amazonas via ensino a distância (EaD).

FOTOS: Divulgação/Seap

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.