Últimas

Manaus e Nápoles definem temas para cooperação internacional em desenvolvimento urbano

Dentro do programa Cooperação Urbana e Regional Internacional (IURC), que reúne a Prefeitura de Manaus, no Brasil, com equipes da cidade de Nápoles, na Itália, nesta quinta-feira, 14/10, via videoconferência, foram definidas as principais temáticas que as equipes vão trabalhar na cooperação entre cidades do mundo e a União Europeia.


Desde a inscrição como cidade-candidata à cooperação internacional, Manaus apresentou como temas de interesse da prefeitura projetos para reabilitação do centro histórico; turismo urbano e turismo de natureza; integração porto-cidade; preservação do patrimônio histórico e da cultura local; preservação ambiental e reconversão da orla; e moradia e segurança no Centro.

Na videoconferência foram definidos como temáticas principais o trabalho em uma agenda urbana com foco no conceito de desenvolvimento urbano sustentável, com estratégias específicas para espaços públicos e modelos urbanos inovadores; e turismo e cultura para a região central.

Com a delimitação dos temas para atuação urbanística e de transformação, com foco na renovação do tecido urbano, meio ambiente e sustentabilidade, Manaus inicia a cooperação com a cidade italiana, que tem algumas similaridades de configuração urbana no seu centro antigo e centro histórico.

“Nápoles conta com aprofundados estudos e grupos de trabalho focados no plano diretor da cidade no sul da Itália, que combina belezas naturais, como o azul do mar Tirreno e o vulcão Vesúvio, e toda uma importância de patrimônio da humanidade”, disse o vice-presidente do Implurb, arquiteto e urbanista Claudemir Andrade, membro da comissão Manaus.

América Latina

Na América Latina são seis países participantes do IURC, incluindo 12 cidades e dez regiões. No Brasil, participam, além de Manaus, Fortaleza, Belo Horizonte e Paraná. Em termos globais, são 36 países e 138 cidades envolvidas no programa internacional.

Fortaleza terá como cidade-membro na Europa Essen, na Alemanha, e a mineira Belo Horizonte terá Milão, também na Itália. A região do Paraná fará cooperação com a região na Polônia.

Nápoles passou por algumas reestruturações, com foco no alinhamento entre área urbana contemporânea, antiga e histórica, criando mais relações de convivência de espaços, principalmente os próximos à água, como o mar Tirreno. O Centro Histórico de Nápoles é inscrito na Lista do Patrimônio Mundial da Unesco e é um dos maiores e mais antigos da Europa.

Programa

Manaus é uma das cidades do Brasil selecionadas para integrar a segunda fase do programa internacional da Comissão Europeia. Não há custo para participar das ações internacionais e o financiamento das atividades é feito pela União Europeia.

O IURC é um projeto global que apoia cidades de diferentes regiões para conectar e compartilhar soluções para desafios comuns no desenvolvimento urbano sustentável, no âmbito da nova agenda urbana e no combate às mudanças climáticas.
Dentro do IURC, a capital amazonense poderá desenvolver parcerias com temáticas urbanas de acordo com as suas prioridades, especificidades e demandas locais, com prazo de 24 meses de cooperação.

Projeto

Conforme o projeto, as cidades escolhidas para o IURC receberão apoio para planejar, projetar, diagnosticar, criar soluções e gerir práticas urbanas com desenvolvimento de planos de ações locais e projetos-pilotos para alcançar resultados.

Uma plataforma de troca de conhecimento será estabelecida com recursos e melhores práticas sobre superação de barreiras específicas no urbanismo.

A equipe participante de Manaus é composta pelo diretor-
presidente do Implurb, engenheiro Carlos Valente; pelo vice-
presidente, arquiteto e urbanista Claudemir Andrade; pelo diretor de Planejamento Urbano (DPLA), arquiteto e urbanista Pedro Paulo Cordeiro; o coordenador de projetos, arquiteto Leonardo Normando, e as arquitetas Luiza Lacerda e Rejane Gaston.

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.