Últimas

Opera+: população aprova ação do Governo do Amazonas para intensificar cirurgias eletivas pediátricas na capital

O Governo do Amazonas está realizando, desde a segunda-feira (18/10), cirurgias eletivas pediátricas no Hospital Infantil Dr. Fajardo, tendo como meta realizar 100 procedimentos cirúrgicos até a sexta (22/10). A mobilização faz parte do programa Opera+, desenvolvido pelo Estado para dar celeridade em cirurgias adiadas devido à pandemia de Covid-19, e está sendo aprovada por pais e responsáveis de crianças que aguardavam a intervenção cirúrgica.

Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO

O governador Wilson Lima esteve, nesta quarta-feira (20/10), na unidade para acompanhar o fluxo dos procedimentos cirúrgicos adotados para a mobilização realizada ao longo desta semana.

As cirurgias ofertadas são para os procedimentos de herniorrafias inguinais e umbilicais, fimoses e lises de aderência prepucial, hidrocelectomias, varicocelectomias, frenotomias linguais, lise de sinéquia vulvar, e exéreses cutâneas (apêndice pré-auricular, dedos extranumerários não articulados e outras).

Com o alívio de saber que o filho João Victor Medeiros, 13, passará por procedimento cirúrgico de fimose, Nara Medeiros relata que trouxe o menino de Manacapuru (a 68 quilômetros de Manaus) para realizar o procedimento na capital. Ela aprova a medida adotada pelo Governo do Amazonas para intensificar as cirurgias, passado o período mais crítico da pandemia de Covid-19 no estado.

“Tinha tentado no município onde eu moro, não consegui e assim para mim caiu como uma luva, perfeito, só agradecer. Agradecer ao Governo do Estado, a unidade aqui, ao enfermeiro, ao atendente, ao anestesista que conversou com a gente, porque o meu filho estava extremamente nervoso, ele conseguiu passar tranquilidade para ele, ele está mais calmo, já sorri”, disse a mãe.

Opera+ – Com o projeto, o Governo do Amazonas passou a ofertar, no Hospital Delphina Aziz, 1.295 cirurgias a mais por mês para pacientes da rede estadual de saúde. A meta do projeto é alcançar, nos meses seguintes, 3.169 cirurgias/mês em Manaus, utilizando também outras unidades da rede estadual. O projeto prevê, ainda, a oferta de cirurgias na rede de saúde do interior do estado.

“A meta é atingir cerca de 100 pacientes essa semana. O Opera+ é um programa de recuperação, de intensificação das cirurgias eletivas que, infelizmente, ficaram muito tempo paradas, até pelas duas alças epidêmicas que tivemos. Mas, com orientação e apoio total do governador, estamos conseguindo vencer. E eu creio que até março do ano que vem reduziremos bastante esse tempo de espera por cirurgias eletivas”, destacou o secretário de Saúde, médico Anoar Samad.

Procedimentos – A ação do Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM), é uma parceria com a Sociedade Amazonense de Patologia Pediátrica (SAPP). Segundo o diretor do hospital, Aly Nasser Ballut, para a realização das cirurgias ao longo desta semana, as crianças reguladas pela SES passaram por triagem.

“Foram feitas as consultas com os médicos, foi feito teste de Covid-19, como manda a Anvisa, e na segunda começaram as cirurgias. A média é de 20 por dia, o total até sexta-feira deve ser de no mínimo 100 crianças operadas, que é um ganho social para o Estado e tudo está ocorrendo na maior tranquilidade”, explicou o diretor da unidade.

Alta complexidade no interior – Na sexta-feira (15/10), o governador Wilson Lima inaugurou a primeira ala de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), do interior do estado. Foram entregues 11 leitos de UTI instalados no Hospital Jofre Cohen, em Parintins (a 369 quilômetros de Manaus).

A iniciativa histórica na saúde pública do Estado marca a descentralização dos serviços de alta complexidade, que anteriormente eram prestados apenas na capital amazonense.

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.