Últimas

'Para quem está precisando, faz a diferença', diz morador da Colônia Antônio Aleixo, durante Peixe no Prato Solidário

O peixe do final de semana está garantido para 1,1 mil famílias da Colônia Antônio Aleixo, zona leste de Manaus. O bairro recebeu, neste sábado (16/10), a sexta edição do programa Peixe no Prato Solidário, que distribuiu quatro toneladas de pescado e uma tonelada de farinha, adquiridos pelo Governo do Amazonas por meio da Agência de Desenvolvimento Sustentável do Amazonas (ADS).


A iniciativa foi celebrada pela comunidade, que recebeu o pescado das mãos do governador Wilson Lima.

"Muito boa essa ação do Governo para nós. Tem muitos desempregados, muitas pessoas passando necessidades. Eu agradeço a todos vocês", disse a aposentada Renata Julivan, ao ressaltar que vai preparar o peixe para ela e o marido.

"O principal (alimento) é o peixe, sem o peixe o amazonense não vive. Hoje em dia está tudo caro. Governo do Estado, muito obrigada. É uma ajuda para toda a Colônia Antônio Aleixo, eu não pensava em ganhar esse peixe hoje, de jeito nenhum. Obrigada", acrescentou Iracema Pinheiro, que garantiu o pescado e a farinha para a família de quatro pessoas.

Benefício a famílias - O programa Peixe no Prato Solidário foi idealizado pelo governador Wilson Lima para atender as famílias em vulnerabilidade social que tiveram suas situações agravadas durante a pandemia.

A aquisição do pescado junto aos produtores regionais é realizada por meio da ADS, com recursos financeiros repassados pela Secretaria de Estado de Produção Rural (Sepror) e oferece à população peixes frescos e de qualidade, como, o tambaqui ruelo e pirarucu.

"O peixe é o principal alimento do amazonense. Garantir segurança alimentar e nutricional após uma grande pandemia e a maior enchente da nossa história, é algo muito importante. O Peixe no Prato já é uma realidade, principalmente nos bairros mais necessitados de Manaus. Esse peixe é da nossa piscicultura, da nossa pesca, então gera também uma economia, porque compra desses pescadores que também estão precisando da ajuda do Governo do Estado", enfatizou o titular da Sepror, Petrúcio Magalhães.

"É uma ação que ameniza esses impactos que foram causados pela pandemia, além de ajudar, também, os piscicultores e produtores de pescado da região", concluiu a diretora-presidente da ADS, Michelle Bessa.

Para o líder comunitário Régis Bentes a ação impulsiona a recuperação de quem foi mais afetado pela pandemia.

"A nossa comunidade é distante da cidade, é uma comunidade carente e nós estamos no período pós-pandemia, muita gente desempregada, passando necessidade. A gente sabe que para quem está precisando, faz a diferença, a gente tem que agradecer", afirmou a liderança.

Edições anteriores – Mais de 16 toneladas de peixe já foram distribuídas a 5 mil famílias - da capital e de Rio Preto da Eva - nas edições anteriores do programa.

O bairro Jorge Teixeira 4, na zona leste de Manaus foi o penúltimo a receber a ação no último dia 09. Lá, foram distribuídas, aproximadamente, três toneladas de tambaqui, três toneladas de pirarucu, mil abacaxis e uma tonelada de farinha. Foi a maior ação já realizada até o momento.

FOTOS: Bruno Zanardo/ Secom

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.