Últimas

Prefeitura de Manaus abre 60 vagas para artesãos no programa ‘Salto: Aceleradora de MEI’

A Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal do Trabalho, Empreendedorismo e Inovação (Semtepi) e do Fundo Municipal de Empreendedorismo e Inovação (Fumipeq), disponibilizará nesta sexta-feira, 8/10, 60 vagas gratuitas para uma turma do programa “Salto: Aceleradora de MEI”, voltado aos artesãos cadastrados no departamento de Economia Solidária e Criativa da pasta. As inscrições podem ser realizadas até o dia 20/10, no link disponível em semtepi.manaus.am.gov.br/.


A nova turma vai iniciar as atividades no dia 26/10 e seguirá até o dia 25/11, com encontros às terças e quintas, das 14h às 17h, no Casarão da Inovação Cassina, localizado no Centro Histórico de Manaus.

Desta vez o programa também irá contemplar artesãos e empreendedores ainda não formalizados, ou seja, que não são microempreendedores individuais (MEI).

“Quando abrimos as primeiras turmas, muitos informais tiveram interesse, mas como o programa hoje é muito voltado para o microempreendedor individual, eles acabaram não sendo selecionados. Então essas inscrições são um teste, um projeto-piloto do Salto, algo que a gente tem alinhado para fazer, tanto para quem é MEI quanto para quem não é, mas que seja empreendedor, pois no meio do processo podemos incentivá-los e mostrar os benefícios que tem na formalização”, explicou o secretário executivo do Comitê de Crédito Municipal, Geison Maicon.

Ao final do projeto será realizado um evento de certificação e apresentação dos representantes das turmas. Esse momento é conhecido como Demoday e conta com a entrega dos certificados aos participantes, bem como premiação simbólica aos participantes destaques das turmas.

Conheça o programa

Operado pela Impact Hub Manaus, organização que trabalha para o fomento de empreendedorismo e inovação social, o programa “Salto: Aceleradora de MEI”, busca o crescimento da atuação do MEI em médio prazo, com objetivo de proporcionar aumento de clientes, incremento de sua renda, geração de novos empregos e, consequentemente, aquecimento da economia na região.

O Salto combina elementos de ponta do mundo das incubadoras e aceleradoras de negócios com um grande foco na interação entre os alunos, no uso das novas mídias e no desenvolvimento pessoal de cada microempreendedor. Juntando três fases bem distintas, o Salto aborda uma vasta gama de tópicos com uma metodologia centrada na diversidade dos participantes.

Por meio do Salto, o empreendedor aumenta o comprometimento com o próprio negócio e a identificação com o mesmo. Os indicadores de crescimento do negócio são o faturamento, o número de membros da equipe e o número de clientes/parceiros.

Três turmas já estão em andamento no shopping Phellipe Daou, galeria dos Remédios e no Casarão da Inovação Cassina, e vão participar do Demoday ainda este mês.

Foto – Altemar Alcântara / Arquivo Semcom

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.