Últimas

Prefeitura entrega kits de sementes para cozinha comunitária

A Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Agricultura, Abastecimento, Centro e Comércio Informal (Semacc), entregou nesta sexta-feira, 8/10, 15 kits de sementes de hortaliças para a cozinha comunitária do bairro Santo Agostinho, zona Oeste de Manaus.


As sementes doadas, de quiabo, cheiro-verde e cebolinha, vão ajudar no fortalecimento da horta da cozinha comunitária, que fornece almoço para pessoas em condição de vulnerabilidade social. De acordo com a diretora do Departamento de Agricultura e Abastecimento (DAA) da Semacc, Meyb Seixas, a ação, que também contou com orientação técnica, foi uma solicitação da Secretaria Municipal da Mulher, Ação Social e Cidadania (Semasc), em atendimento ao Programa de Segurança Alimentar e Nutricional.

“Apresentamos bastantes ideias, aqui para a equipe da cozinha, sobre o que eles podem aproveitar, da estrutura que eles têm, para potencializar e aumentar a produção. Então eu creio que a horta vai frutificar bastante e a gente se comprometeu em acompanhar o desenvolvimento dessa horta”, destacou Meyb.

Conforme o técnico agrícola da secretaria, Edson Seixas, não basta fazer a doação das sementes, é preciso orientar sobre o plantio, o manejo correto do solo e o distanciamento entre uma semente e outra, para obter um bom resultado.

“A adubação do solo, a preparação dos canteiros e da compostagem que vai ser usada na terra, é tão importante quanto o plantio correto das sementes”, explicou.

Atendimento

Para a coordenadora da cozinha comunitária, Raimunda Lobo, o apoio da Prefeitura de Manaus, por meio da Semacc, é necessário para o desenvolvimento do projeto. Segundo ela, a cozinha serve um cardápio saudável, supervisionado por nutricionistas e atende, durante o almoço, aproximadamente 200 pessoas de baixa renda, todos os dias.

“A nossa comida é baseada em alimentos saudáveis, então diversificar os produtos da horta vai ser muito importante, para completar a alimentação da comunidade, que se alimenta aqui frequentemente”, enfatizou a coordenadora.

Sem emprego fixo há mais de dois anos, Fabiano Melo é um dos beneficiados pela cozinha. Segundo ele, todo o dinheiro que economiza com as refeições servidas no local, ele usa para se manter.

“Nesse tempo que eu estou me reerguendo, é aqui que eu venho me alimentar para ir trabalhar, todos os dias. O que a gente come aqui é uma economia que a gente faz em casa, assim, essa doação foi uma ajuda para todos. Só temos a agradecer”, concluiu o autônomo.

Fotos - Rayner Souza/ Semacc

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.