Últimas

Secretaria de Educação aplica simulados para preparar alunos para vestibulares

Mais de 100 mil alunos realizaram, nesta quinta-feira (30/09), as provas do programa “Hora de Avaliar”. Focado na preparação dos estudantes para as avaliações externas, como o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e o Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb), o projeto realiza um grande movimento de sensibilização e engajamento, envolvendo estudantes, professores, pais e comunidade em geral, com o intuito estabelecer um diagnóstico da rede para implementar ações que possam garantir o direito à aprendizagem.

Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO

Voltados para os estudantes do 5º ao 9º ano do Ensino Fundamental e 3ª série do Ensino Médio, o simulado tem como conteúdos principais as disciplinas de Língua Portuguesa e Matemática, com temas como interpretação de texto, coesão textual, estudos relacionados ao vocabulário, unidades de medidas, cálculo de perímetro de figuras planas, problemas envolvendo números racionais, dentre outros.

A secretária de Estado de Educação e Desporto, Kuka Chaves, enfatiza a importância de promover ações como esta. “Nós buscamos preparar os nossos alunos para o futuro e inserir avaliações deste porte é uma das ações projetadas para o retorno às aulas presenciais. Ela tem o objetivo de dar um diagnóstico das lacunas de aprendizagem, que será utilizado para que seja feito um planejamento de ações efetivas, que vão contribuir para a aprendizagem dos alunos”, explica Kuka Chaves.

Para o coordenador de avaliações do Departamento de Gestão Escolar (Degesc), Vinicius Faria de Oliveira, a adesão dos estudantes mostra o empenho que o corpo escolar tem colocado em estabelecer ações que vão fortalecer o aprendizado dos alunos.

“Nosso objetivo é que, a partir dos resultados, cada escola coloque em prática e fortaleça ações de intensificação da aprendizagem, visto que estamos vindo de dois períodos de aulas remotas, nos quais, inevitavelmente, ocorreram prejuízos pedagógicos substanciais”, enfatiza Vinicius.

E acrescenta que a aplicação dos simulados do ‘Hora de Avaliar’, adicionalmente, contribuem para a preparação dos estudantes para as avaliações externas, como o Saeb e Enem, uma vez que as matrizes utilizadas são as mesmas. “Esperamos um efeito positivo sobre a aprendizagem geral dos estudantes, considerando que tem havido grande apoio e mobilização da rede para aplicação dos simulados do projeto”, avalia o coordenador.

Na Escola Estadual Solon de Lucena, nos turnos matutino, vespertino e noturno, estão sendo aplicados mais de 600 simulados, como descreve o gestor Eliab Vasconcelos. “A participação dos alunos é de extrema relevância, tendo em vista que as questões propostas possibilitam ao aluno o contato muito próximo com os conteúdos que devem constar nas avaliações dos vestibulares”, finaliza.

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.