Últimas

Servidores da SES-AM elogiam oficinas de capacitação realizadas em parceria com Tribunal de Contas do Estado

As oficinas do Simpósio Saúde “Um Olhar para o Futuro – Ética, Integridade e Compliance”, da Escola de Contas Públicas do Tribunal de Contas do Estado do Amazonas (TCE-AM), receberam elogios dos profissionais da Secretaria de Estado de Saúde. O evento, que iniciou na segunda-feira (27/09) e prossegue até este sábado (02/10), traz inúmeras formações e palestras buscando promover o diálogo e a reflexão entre os servidores da saúde, acerca de suas experiências e de como aplicar os conhecimentos na gestão pública.

Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO

Mais de 300 servidores da Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM) foram inscritos em oficinas e palestras ofertadas.

De acordo com o secretário executivo de Controle Interno, Silvio Romano, o principal ponto das oficinas é criar oportunidade para que os servidores da SES-AM tenham, além do acesso ao conhecimento importante para o melhor controle interno, um espaço de reflexão sobre a sua vida, pessoal e profissional.

“Nós estamos trabalhando com várias frentes, com vários assuntos importantíssimos nas oficinas, mas inclusive questões como a missão, visão, e valores tanto pessoais, quanto da instituição, trabalhando também com questões como o eu e o outro, a questão do trabalho colaborativo. São ferramentas que permitem que o servidor saia muito mais consciente de quem ele é, do que ele está fazendo e do que ele pode fazer para que a SES-AM possa ter um processo de melhoria no seu fazer e, consequentemente, oferecer melhorias ao usuário externo”, explica o secretário.

A semana conta com palestras que tratam de gestão por competência, compliance e transparência, ética, moral e gestão de risco. Oficinas como as de design thinking, validação de missão, visão e valores, desconstrução de óticas pessoais e construção de uma gestão compartilhada também fazem parte da programação do simpósio,

Segundo a diretora-geral da Escola de Contas Públicas (ECP), Virna Pereira, as oficinas e palestras são ferramentas que buscam trabalhar, além de técnicas de gestão administrativa, questões voltadas para os sentimentos e comportamento, por meio de oficinas supervisionadas por psicólogos, psiquiatras, assistentes sociais e outros profissionais.

A diretora-geral também ressalta o trabalho em conjunto realizado pelo TCE-AM e a SES-AM.

“Foi um momento em que a conselheira e relatora das contas da saúde, Iara Lins, pensou, e eu, como diretora-geral da Escola de Contas, pude dar todas as possibilidades e condições para o sucesso desse simpósio. Com o apoio da SES-AM, do secretário Anoar Samad e principalmente do secretário executivo de Controle Interno, Silvio Romano, em conjunto com a Escola de Contas do Tribunal, foi possível construir esse momento para a saúde”, assinala.

Reflexão – Para a diretora do SPA Zona Sul, Aládia Jimenez, participante da oficina de “Validação de missão, visão e valores”, a metodologia utilizada nas oficinas dá a possibilidade de refletir a missão, visão e valores não só da instituição como também individuais, para que, por meio dessa reflexão, seja possível contribuir com o trabalho oferecido pela instituição.

“Você consegue se entender e entender o que você tem para contribuir com a instituição. Tudo melhora em nível geral tendo uma visão geral de onde você está e do lugar onde você está gerindo. Eu consigo visualizar o que eu preciso implementar para melhorar, e acredito que essa oficina promove uma revisão daquilo com que estamos comprometidos, não só o gestor, mas o profissional da saúde”, conta a diretora do SPA.

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.