Últimas

Setembro Verde: HPS 28 de agosto conclui ações de conscientização sobre doação de órgãos

Ao longo do último mês, o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM), abraçou a campanha Setembro Verde, que busca conscientizar e informar a população a respeito da doação de órgãos. Nesta quinta-feira (30/09), último dia da iniciativa, uma das principais unidades de saúde do estado, o Hospital e Pronto-Socorro (HPS) 28 de Agosto, concluiu uma série de ações desenvolvidas ao longo do mês que envolveu a realização de debates, entrega de panfletos e a criação de um espaço para que a população possa se informar.

Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO

“A gente tem buscado conscientizar a população, porque, se a população for orientada, nós vamos ter um resultado positivo em relação a doação de órgãos”, destacou a enfermeira Laura Brasil, coordenadora da Comissão Intra-Hospitalar para Doação de Órgãos e Tecidos para Transplantes (CIHDOTT).

As atividades no HPS 28 de Agosto tiveram início no dia 1º de setembro, com a criação do Cantinho da Vida, onde foram montados estandes nos quais a população pôde opinar sobre o tema e tirar todas as dúvidas. “Nós tivemos um retorno bem positivo, porque as pessoas têm muitas dúvidas sobre doação de órgãos e nós pudemos esclarecer nesses dias”, destacou a coordenadora.

Na segunda-feira (27/09), considerado o dia “D” da campanha, foi realizada na unidade de saúde uma roda de conversa com a presença de especialistas e pacientes que possuem algum órgão transplantado. Uma das pacientes presentes no evento foi Tábata Nepomuceno, representante da Associação de Transplantados e Hepáticos do Amazonas, e primeira mulher a receber um transplante de fígado no estado.

Defendendo a causa há cerca de seis anos, quando precisou passar pelo procedimento para tratar uma cirrose hepática causada pelo vírus Delta, em decorrência de uma hepatite, ela diz hoje viver com mais qualidade de vida e enaltece a iniciativa do Governo do Estado no HPS ao dar destaque à campanha, podendo assim, contribuir para que mais pessoas possam ser beneficiadas.

“É um presente muito grande, porque existem pessoas, existem organizações que se disponibilizam a promover porque o princípio de tudo e a base de tudo, resolve com mais facilidade, mais agilidade quando existe uma conscientização por parte da população”, diz.

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.