Últimas

UGPE e Secretaria de Cultura realizam reunião com moradores do Parque Rio Negro e entorno

O bom uso dos equipamentos públicos e a convivência saudável entre moradores e usuários, foi pauta da reunião realizada nesta terça-feira (26/10) pela Unidade Gestora de Projetos Especiais (UGPE), em parceria com a Secretaria de Cultura e Economia Criativa, no Parque Rio Negro, localizado na orla do São Raimundo, zona sul de Manaus. O espaço, reinaugurado no domingo (24/10), passou por uma revitalização.

Foto: Divulgação / BLITZ AMAZÔNICO

Participaram da reunião lideranças do bairro e moradores das 12 residências que ficam dentro do parque e do entorno. O Parque Rio Negro faz parte das obras do Programa Social e Ambiental dos Igarapés de Manaus e do Interior (Prosamin). O programa é executado pelo Governo do Amazonas, através da UGPE. O parque é administrado pela Secretaria de Cultura.

O coordenador executivo da UGPE, engenheiro Marcellus Campêlo, ressalta que a integração com a comunidade está presente em todas as fases de implantação dos projetos vinculados ao Programa Social e Ambiental de Manaus e Interior (Prosamin+).

Sobre a reunião realizada no Parque Rio Negro, a subcoordenadora do social da UGPE, Viviane Dutra, explicou que o objetivo foi ouvir os moradores, como já é de praxe em todas as ações, conversar sobre as regras de uso do local e questões relacionadas às boas práticas, como o descarte adequado do lixo.

Moradora do Parque Rio Negro, Maria das Graças declarou, na reunião, que toda a comunidade do local está feliz com a revitalização do espaço. Manifestou preocupação com o descarte incorreto de lixo, problema que causa o entupimento da rede de esgoto. “Esse é o único problema que enfrentamos e que é gerado pela falta de consciência de alguns”, afirmou.

A assistente social da UGPE, Celia Colares, considerou a reunião proveitosa e oportuna, para levantar as demandas da comunidade e poder atuar na resolução dos problemas apresentados.

“Após esse primeiro contato, vamos marcar reuniões separadas, com cada parte envolvida. Dessa maneira, vamos conseguir analisar as soluções para as demandas e propor o ordenamento necessário, para que as pessoas possam melhor usufruir desse local, que é um dos cartões postais da cidade de Manaus”, afirmou.

FOTOS: Tiago Corrêa/UGPE

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.