Últimas

Idam e agência alemã GIZ discutem projetos de capacitação para fortalecer assistência técnica no interior do AM

O Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Amazonas (Idam) reuniu com a equipe da Agência de Cooperação Técnica Alemã (GIZ), na quarta-feira (17/11), para discutir projetos de capacitação de técnicos que atuam nos 62 municípios do estado. O objetivo é apoiar as famílias rurais com informação técnica e políticas de desenvolvimento rural, com foco na bioeconomia.


De acordo com o diretor-presidente do Idam, Valdenor Cardoso, o Idam dará mais um passo para construir modelos de capacitações estruturantes.

“Com apoio do governador Wilson Lima e do secretário Petrucio Magalhães, já estamos investindo de forma intensiva na capacitação do corpo técnico. E agora vamos especializar um grupo de capacitadores dentro do Idam. Nosso foco será na bioeconomia, no extrativismo moderno e na produção rural a partir de uma agropecuária sustentável do ponto de vista ambiental, social e econômico”, explicou Cardoso.

Para o diretor da área de Bioeconomia da GIZ, Benno Pokorny, uma assistência técnica qualificada irá fazer a diferença na zona rural.

“Vi aqui uma grande possibilidade de formar uma assistência técnica diferenciada e que chegue até as pessoas que precisam deste serviço. A nossa proposta é iniciar um processo de capacitação mais intensiva, uma assistência técnica dentro do Idam chamada de Núcleo de Informação. A ideia é formar multiplicadores de informação e também de supervisão de tudo que já foi realizado”, explicou.

Formação de técnicos – Desde janeiro de 2021, o Idam vem intensificando a capacitação de técnicos nas mais diversas áreas de atuação do setor primário, e a criação do Núcleo de Informação tem como finalidade fortalecer ainda mais a informação técnica que chega no campo por meio do extensionista rural.

O Idam auxilia o agricultor familiar, principal público atendido pelos serviços de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater), desde a emissão de documentos para participação em programas institucionais, informação técnica para que possa investir em tecnologias e melhorar sua produção, elaboração de projetos de crédito rural para investimentos na estrutura de produção familiar e apoio à comercialização de produtos da agricultura familiar.

A previsão é que as capacitações de técnicos para criação do Núcleo de Informação iniciem em janeiro de 2022, de forma híbrida.

Representando a GIZ, participaram também da reunião os coordenadores do projeto de Bioeconomia e Cadeias de Valor da agência, Cláudia de Souza e Carlos Demeterco; e, pelo Idam, a diretora de Planejamento Institucional, Lucelisy Borges; o chefe do Departamento de Assistência Técnica e Extensão Rural, Luiz Herval; e os gerentes das áreas de produção vegetal e florestal, Anecilene Buzaglo e Luiz Rocha.

FOTOS: Kevyn Sousa/Idam

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.