Últimas

Países da Europa atualizam restrições com 4ª onda da Covid da cepa Ômicron

 Mundo – O avanço da 4ª onda de Covid na Europa fez com que muitos países atualizassem as restrições. Países da Europa atualizam restrições com 4ª onda da Covid da cepa Ômicron

A diferença, desta vez, é a descoberta da variante ômicron cepa com mais de 30 mutações identificada pela 1ª vez em Botsuana, no continente africano, e sequenciada por cientistas da África do Sul na quinta-feira (25/11).

Já na sexta-feira (26/11), a União Europeia (UE) fechou suas fronteiras para viajantes vindos da África Austral –especificamente, os países África do Sul, Botsuana, Suazilândia, Lesoto, Moçambique, Namíbia e Zimbábue. A medida também foi adotada pelo Reino Unido.

Até sexta-feira (26/11), a Áustria permanecia em lockdown total, com previsão para terminar em 13 de dezembro. A Eslováquia instaurou um bloqueio parcial na quarta-feira (24/11), por 15 dias. O país decretou estado de emergência até fevereiro.

Quase 60% da população da Europa Ocidental está totalmente imunizada contra a covid. Na parte oriental, porém, nem 30% receberam as duas doses da vacina. A taxa de mortes pelo vírus aumentou 5% de 8 a 14 de novembro ante a semana anterior (1º-7.nov). O continente europeu foi o único a registrar alta no número de vítimas pela doença no período, segundo relatório da OMS (Organização Mundial da Saúde). Leia na íntegra relatório clicando aqui.

Confira:

Alemanha

Na semana da confirmação de Olaf Scholz como o novo chanceler alemão, o país não decretou novas medidas apesar do avanço da covid. A Alemanha registrou um novo pico de infecções na 4ª feira (24.nov), quando a taxa de incidência de 7 dias passou de 400 pela 1ª vez desde o início da pandemia.

Foram 404,5 novos contágios a cada 100.000 pessoas, segundo o RKI (Instituto Robert Koch). As restrições continuam como na 2ª feira (22.nov): os alemães precisam apresentar comprovante de vacinação para entrar em locais públicos.

A chanceler Angela Merkel, que deixará o cargo na próxima semana, disse que Scholz deve examinar a possibilidade de instalar mais restrições. Internamente, os 16 Estados alemães decidiram adiar todas as cirurgias não-emergenciais para não sobrecarregar o sistema de saúde, segundo informações da Deutsche Welle.

A Alemanha registrou 5.695.206 contágios e 101.170 mortes pela doença desde o início da pandemia. Isso equivale a 1.202 mortes por milhão de habitante. Dados do site Worldometer atualizados até 21h00 de 26 de novembro.

Áustria

O lockdown continua até 4ª feira (1º.dez). Dependendo do número de casos, pode ser estendido até 13 de dezembro. Até este prazo, nenhum viajante tem autorização para entrar no país. O chanceler conservador Alexander Schallenberg anunciou que a vacinação será obrigatória a toda a população a partir de 1º de fevereiro.

A Áustria registrou 1.121.134 contágios e 12.284 mortes pela doença desde o início da pandemia. Isso equivale a 1.353 mortes por milhão de habitante. Dados do site Worldometer atualizados até 21h de 26 de novembro.

Bélgica

Decretou o fechamento de boates e passou a exigir que trabalhadores não essenciais operem em home office na 6ª feira (26.nov). Bares e restaurantes deverão fechar às 23h. Reuniões privadas, como casamentos e funerais, estão proibidos.

A Bélgica registrou quase 1.679.861 contágios e 26.793 mortes pela doença desde o início da pandemia. Isso equivale a 2.298 mortes por milhão de habitante. Dados do site Worldometer atualizados até 21h de 26 de novembro.

Eslováquia

Começou lockdown parcial na 4ª feira (24.nov), por 15 dias. O país também decretou estado de emergência de 90 dias e fechou todos os estabelecimentos não-essenciais, como bares e restaurantes. Os casos de covid ultrapassaram a marca de 10.000 nos últimos 7 dias e só 45,3% da população de 5,5 milhões de habitantes está totalmente vacinada.

A Eslováquia registrou quase 251.234 contágios e 14.177 mortes pela doença desde o início da pandemia. Isso equivale a 2.595 mortes por milhão de habitante. Dados do site Worldometer atualizados até 21h de 26 de novembro.

Finlândia

Restaurou o toque de recolher nos bares e restaurantes para às 18h, com encerramento da venda de bebidas alcoólicas às 17h. Nas fronteiras, viajantes não vacinados continuarão a ser testados ao chegar. Passa a valer a partir de domingo (28.nov).

A Finlândia registrou 182.284 contágios e 1.309 mortes pela doença desde o início da pandemia. Isso equivale a 236 mortes por milhão de habitante. Dados do site Worldometer atualizados até 21h de 26 de novembro.

França

Passou a exigir máscaras em espaços fechados. Na 5ª feira (25.nov), o ministro da Saúde, Olivier Véran, anunciou que as doses de reforço serão disponibilizadas para todos os adultos a partir deste sábado (27.nov). Quase 77% dos 67,4 milhões de franceses estão totalmente vacinados.

A França registrou 7.551.182 contágios e 118.837 mortes pela doença desde o início da pandemia. Isso equivale a 1.815 mortes por milhão de habitante. Dados do site Worldometer atualizados até 21h de 26 de novembro.

Holanda

Implantou toque de recolher em bares, restaurantes e estabelecimentos não essenciais às 17h. Deve causar novos protestos em meio ao avanço do vírus. Há alta nos casos em crianças de 4 a 12 anos –grupo ainda não imunizado.

A Holanda registrou 2.555.415 contágios e 19.217 mortes pela doença desde o início da pandemia. Isso equivale a 1.118 mortes por milhão de habitante. Dados do site Worldometer atualizados até 21h de 26 de novembro.

Itália

Decidiu na 4ª feira (24.nov) que somente pessoas com comprovante de vacinação poderão frequentar restaurantes fechados, cinemas e eventos esportivos. A vacina também tornou-se obrigatória para policiais, militares e funcionários de escolas. Até então só eram exigidas para profissionais de saúde.

Pelo menos 20 cidades do país estão com toque de recolher. No transporte público, é obrigatório o uso de máscara PFF2 ou equivalente.

A Itália registrou 4.982.022 contágios e 133.537 mortes pela doença desde o início da pandemia. Isso equivale a 2.213 mortes por milhão de habitante. Dados do site Worldometer atualizados até 21h de 26 de novembro.

Portugal

Voltará a obrigar o uso de máscara a partir de 4ª feira (1.dez). A população deverá apresentar certificado de vacinação para entrar em restaurantes, cinemas e hotéis. Para entrar em hospitais, lares de idosos, eventos esportivos, bares e boates, só poderão entrar pessoas com teste negativo de covid –mesmo vacinadas.

A imposição de restrições ocorre depois de o país alcançar a marca de 86% da população vacinada, em setembro. O primeiro-ministro, António Costa, disse que a medida quer prevenir o avanço do vírus, apesar de ainda não haver um aumento considerável de casos.

Portugal registrou 1.136.446 contágios e 18.393 mortes pela doença desde o início da pandemia. Isso equivale a 1.811 mortes por milhão de habitante. Dados do site Worldometer atualizados até 21h de 26 de novembro.

República Tcheca

Decretou estado de emergência de 30 dias a partir de 6ª feira (26.nov). Está proibido consumir álcool em locais públicos e bares, restaurantes e boates devem fechar às 22h. O primeiro-ministro Andrej Babis disse que o governo considera a vacina obrigatória a idosos, profissionais da saúde e militares. A taxa de imunização da República Tcheca não chega a 60%.

O país registrou 2.089.857 contágios e 32.643 mortes pela doença desde o início da pandemia. Isso equivale a 3.040 mortes por milhão de habitante. Dados do site Worldometer atualizados até 21h de 26 de novembro.

Rússia

Depois do lockdown, os contágios começaram a diminuir, mas as mortes diárias ainda pressionam os sistemas de saúde. Foram mais de 34.000 novos casos na 6ª feira (26.nov), e 1.235 mortes nas últimas 24h. Não há novas atualizações.

A Rússia registrou 9.572.879 contágios e 270.292 mortes pela doença desde o início da pandemia. Isso equivale a 1.851 mortes por milhão de habitante. Dados do site Worldometer atualizados até 21h de 26 de novembro.

 

 

Com informações via Poder360

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.