Produtores do ramal Brasileirinho e Puraquequara participam de Curso de Capacitação sobre Promecanização e Procalcário

No segundo dia de capacitações oferecidos para produtores rurais, pela Secretaria de Estado de Produção Rural (Sepror), como parte da programação pedagógica disponibilizada durante a V Feira de Agronegócios da Universidade Nilton Lins, 28 produtores rurais participaram nesta quinta-feira (11/11), do curso sobre Promecanização e Procalcário, sob a coordenação do técnico agrícola da Sepror, João Bosco Rubin.


Residentes no Ramal 14, do Puraquequara; e do Projeto de Assentamento Agrícola Água Branca Uberê, quilômetro 4 do Ramal do Brasileirinho; os participantes conheceram todos os caminhos que devem percorrer para participar dos programas de financiamento oferecidos pelo Governo do Estado.

“Basicamente nossa palestra é sobre os caminhos que os interessados têm de percorrer para ter acesso e usufruir dos benefícios proporcionados pelo Governo do Estado, através das ações conjuntas do Instituto de Desenvolvimento Agropecuário Florestal e Sustentável do Amazonas (Idam), Agência de Fomento do Amazonas (Afeam) e Sepror”, disse João Bosco.

Segundo ele, este crédito é oferecido de uma maneira diferenciada. “Esse crédito só proporciona benefícios aos produtores que decidem pelo aproveitamento de suas terras atropizadas e que não praticam o desmatamento de novas áreas. São subsídios que vão até 50% para as ações no Promecanização, e até 85% nas ações do Procalcário, com um longo prazo para pagamento”, destacou.

A produtora Rayssa Cidade, do Projeto Água Branca, se disse satisfeita com o conhecimento adquirido no curso e considera as melhorias que poderão ser alcançadas a partir das ações envolvendo mecanização e utilização do calcário em suas propriedades. “Agora nós vamos levar estas informações a nossa comunidade e mostrar para nossos amigos e parceiros como eles tem que fazer para também ter sucesso junto conosco”, concluiu.

Os cursos da Sepror continuam até sábado, de acordo com a seguinte programação:

Dia 12 – Manejo de Produção Aquícola (10h) e Manejo Florestal Sustentável de Menos Impacto em Exploração de Florestas Nativas (14h)

Dia 13 – Introdução à Pesca Esportiva (10h)

FOTOS: Reyzon Almeida/Sepror

Comentários

Obrigado por comentar aqui.

Postagem Anterior Próxima Postagem