Últimas

Amazonas tem o 5º melhor desempenho nacional no saldo de geração de empregos

 Amazonas – No acumulado do ano até novembro, estado obteve saldo positivo de vagas no mercado de trabalho formal_


O Governo do Amazonas, por meio da Secretaria Executiva do Trabalho e Empreendedorismo (Setemp), destaca dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados neste mês. O Amazonas registrou, no acumulado do ano até novembro, saldo positivo de 37.691 vagas de emprego, quando relacionados os números de admissões e demissões no mercado de trabalho formal, que abrange um total de 449.936 trabalhadores formais. O desempenho do estado foi o quinto melhor do Brasil, com taxa de variação média do saldo de emprego acima da nacional.

De acordo com o levantamento do Ministério da Economia, o Amazonas fechou o mês de novembro com saldo positivo de 4.817 postos de trabalho, no balanço de trabalhadores admitidos e demitidos. O número representa o terceiro melhor resultado do ano, ficando atrás apenas dos meses de julho, que teve o melhor resultado de 2021, com saldo positivo de 7.081 postos de trabalho; e agosto, com 5.794.

Os resultados do Amazonas estão 36,7% acima da variação média nacional do saldo de empregos. Enquanto o estado apresenta uma taxa de variação média de 1,08%, a média nacional é de 0,79%.

A região Norte também é destaque, tendo apresentado o terceiro melhor desempenho entre as regiões brasileiras no acumulado do ano, com 0,82% de variação relativa positiva.

Dos 37.691 novos postos de trabalho, 22.486 são ocupados por homens e 15.205 por mulheres. Destas pessoas, 85,62% possuem o Ensino Médio completo, o que representa 32.274 profissionais. Os jovens entre 18 a 29 anos foram a maioria dos contratados, com 25.646 trabalhadores, o equivalente a 68% das pessoas admitidas, seguidos dos adultos com faixa etária entre 30 a 49 anos, com 11.033 pessoas, que representam 29,27% do total de admitidos.

Para a titular da Setemp, Neila Azrak, esse desempenho é sinal de que o trabalho não parou em momento algum. “Isso mostra que a economia está retomando aos poucos, e sabemos que esse período não foi fácil para ninguém. Nosso dever é dar suporte aos cidadãos amazonenses, trabalhando para oferecer as melhores oportunidades para o mercado de trabalho; e, com o apoio do Governo do Amazonas, temos realizado isso”, relatou.

Os setores que mais contribuíram para este saldo positivo de admissões foram: Serviços, com saldo de 15.613 admissões; seguido pela Indústria, com 9.664 pessoas; Comércio, com 8.486 pessoas; Construção Civil, com saldo positivo de 3.395 pessoas admitidas; e Agropecuário, com 533 admissões.

FONTE: PORTAL CM7 

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.