Governo do Amazonas investe R$ 11,3 milhões para apoiar atividades de organizações de produtores e pescadores

Em 2021, cerca de 80 Organizações da Sociedade Civil (OSCs), entre colônias de pescadores, cooperativas e associações de produtores rurais foram contempladas com edital do Fundo de Promoção Social e Erradicação da Pobreza (FPS). Os projetos, que somaram cerca de R$ 11,3 milhões, foram elaborados com apoio do Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Amazonas (Idam), órgão presente em todo o interior do estado.


Ao todo, 51 municípios tiveram entidades contempladas com o Edital nº 001/2020 do FPS. Essas organizações do setor primário foram beneficiadas com a aquisição de canoas de alumínio, apetrechos para pesca, motor rabeta, roçadeira, triciclos, trator agrícola, carreta com capacidade para 3 toneladas, arado, entre outros equipamentos.

De acordo com o diretor-presidente do Idam, Valdenor Cardoso, em 2021, por determinação do governador Wilson Lima, o órgão intensificou o apoio à organização e formalização de 905 associações e 75 cooperativas.

“O Idam, como órgão de apoio ao desenvolvimento rural do Estado, articulado com a Secretaria de Produção Rural, tem participado intensivamente de todas as ações que envolvem o meio rural, seja na produção agro, no aspecto social ou emergencial em virtude da sua presença no campo, da sua capilaridade e da logística operacional”, enfatizou Valdenor.

Ainda segundo o diretor-presidente, a parceria entre Idam e FPS visa identificar e sugerir demandas, organizar associações e cooperativas para elaboração e apresentação de projetos.

“O objetivo é apoiar as comunidades rurais com equipamentos de mecanização agrícola, insumos e estrutura de produção para agroindústrias. Todos são projetos estruturantes de ações produtivas, que visam combater a pobreza, estimular a economia local e dinamizar as atividades rurais”, ressaltou.

Para a gerente de Apoio à Organização de Produtores Rurais do Idam, Joyce Magalhães, iniciativas como essas são importantes para fortalecer a autossustentabilidade das organizações, geração de emprego e renda, melhorias no escoamento da produção e demais trabalhos das entidades que proporcionem acessibilidade, dignidade e qualidade de vida ao trabalhador rural.

Incentivo à produção rural – Em Canutama (distante 619 quilômetros de Manaus) a Associação dos Produtores Agroextrativistas (Aspac) foi beneficiada, na segunda quinzena de dezembro, com um projeto na ordem de R$ 147 mil. Os recursos foram para aquisição de uma lancha com motor 40 HP e 10 canoas de alumínio com motor rabeta 6HP.

A associação, que trabalha com a produção florestal, está utilizando as embarcações para o transporte de produtos como andiroba, murumuru, castanha-do-Brasil e açaí.

O município de Atalaia do Norte (distante 1.138 quilômetros de Manaus) pela primeira vez foi contemplado, por meio da Associação dos Agricultores Familiares do Assentamento do Boia, BR-307. O projeto no valor de R$ 150 mil foi para aquisição de trator agrícola, carreta, arado e triciclo.

Os equipamentos irão apoiar a expansão da produção agrícola (banana, macaxeira e farinha) e atividade de piscicultura, assim como facilitar e agilizar o escoamento da produção para comercialização.

FOTOS: Divulgação/Idam

Comentários

Obrigado por comentar aqui.

Postagem Anterior Próxima Postagem