Últimas

Histórias inspiradoras de cinco empreendedoras de Manaus já estão disponíveis para o público

Vanda Ortega, Chay Santos, Maíse Ribeiro, Michelle Leite e Rute Lima são cinco empreendedoras que atuam nos mais variados ramos em Manaus.


E, a partir da noite desta quinta-feira (09), suas histórias de vida vão ficar eternizadas em cinco livros, que são frutos do projeto “Biografias Colaborativas”. O projeto foi iniciado em abril na cidade, com a proposta de transformar diferentes histórias de mulheres da cidade em obras que inspirem outras mulheres.

O “Biografias Colaborativas” é apresentado pelo Ministério do Turismo, através da Lei de Incentivo à Cultura, patrocinado pela Águas de Manaus, idealizado pela NBS SoMa, com realização da Sagre Consultoria, Secretaria Especial da Cultura e Ministério do Turismo.

O evento de lançamento reuniu cerca de 150 pessoas, divididas em três sessões, na Livraria Leitura, no Amazonas Shopping. As biografadas distribuíram autógrafos e simpatia. A primeira tiragem das cinco biografias está disponível para venda na livraria Leitura e no site www.biografiascolaborativas.com.br. Cada livro custa R$ 40.

Para participar do projeto, Chay, Maíse, Michelle, Rute e Vanda superaram mais de 100 concorrentes no processo de seleção, que consistia em enviar um vídeo curto resumindo sua vida. Além de um legado inspirador para outras pessoas, cada biografada recebeu um aporte financeiro para incrementar os seus negócios.

CAPACITAÇÃO – Desde que foram selecionadas, as biografadas participaram de treinamentos e consultorias de empreendedorismo, com o foco nos negócios que cada uma cuida, para que o prêmio do projeto seja aplicado da maneira mais eficiente possível. O conteúdo dos livros “passeia” por diversas realidades, detalhando situações de dificuldade e da superação individual de cada uma das biografadas. Cada relato foi cuidadosamente captado. Como em uma linha do tempo, memórias, fotos, objetos e lugares foram revisitados e deram espaço a criatividades das biógrafas em contar conflitos, dilemas, obstáculos, desafios, aprendizados e conquistas.

EMOÇÃO- Uma das biografadas, a chef de cozinha Michelle Leite, 34 anos, espera que seu legado ajude a transformar a vida de outras pessoas. “Meu livro apresenta a história de uma mulher guerreira. Me inspirei muito em minha mãe, que foi batalhadora em sua geração. Espero inspirar todas as pessoas que tiverem contato com meu livro”, disse Michelle, que mora no bairro Aliança com Deus.

A publicitária e produtora de moda Chay Santos, dedicou sua biografia aos amigos e família. “Ser tema de um livro é a realização de um sonho na minha carreira. Me redescobri visitando minha história e também tive a oportunidade de crescer profissionalmente com as capacitações oferecidas pelo projeto”, contou.

Técnica de enfermagem que se destacou pelo trabalho durante a pandemia, a ativista indígena e costureira Vanda Ortega Witoto, 33 anos, disse que a sua biografia é um ato de resistência dos povos da Floresta. “Hoje, eu sou representante de mais de 305 povos que vivem no Brasil. O país muitas vezes renega nossa existência. Então, nossas vozes precisam sair da floresta e ganhar o mundo. E com esse livro, estou fazendo isso. Me sinto muito feliz”, destacou.

Bailarina e professora de dança do ventre, Maíse Ribeiro, 53 anos, já projeta compartilhar seu livro com suas alunas. “Histórias contadas e jogadas ao vento vão sendo esquecidas. Mas, quando registramos isso em livros e fotos, elas se tornam eternas”, disse.

A advogada e consultora ambiental Rute Lima, 41 anos, fez um discurso pautado na resistência. “Sou mulher negra, deficiente, LGBT e esse livro é um grito. A gente sofre muito para ser ouvido. Mas, a partir de agora, quero que pessoas que nem eu, vejam que é possível”, reforçou.

Para o diretor-presidente da concessionária Águas de Manaus, Thiago Terada, promover projetos desse nível na capital amazonense são uma oportunidade de dar voz à população e de impactar a cidade positivamente. “O Biografias Colaborativas mergulha a fundo na realidade local, a partir da vida de cada uma dessas mulheres. Elas têm em comum o sonho, a persistência e a luta diária por seus objetivos. As histórias contadas nos cinco livros terão um efeito multiplicador, que vai inspirar muitas outras pessoas na cidade. Os livros estão imperdíveis”, disse Thiago.

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.