Últimas

Moradores de Presidente Figueiredo destacam importância do Auxílio Estadual permanente

Responsável pelo sustento de uma família composta por cinco pessoas, Francisca Oliveira, 59, foi a primeira moradora a receber o cartão do Auxílio Estadual Permanente em Presidente Figueiredo (a 117 quilômetros de Manaus), onde as entregas iniciaram nesta quinta-feira (09/12). Ela é uma das 2.259 pessoas contempladas pelo programa no município.


Vivendo apenas com o dinheiro do Bolsa Família, Francisca, que reside na Comunidade São Miguel, na zona rural de Presidente Figueiredo, disse que o auxílio vai complementar a renda da família.

“Graças a Deus esse auxílio chegou! Foi em ótima hora. Um dinheirinho a mais para a minha casinha, para alimentar meus filhos...é uma benção! ”, disse.

Na casa de Josilane da Silva, 49, o benefício também será muito bem-vindo. Desempregada, ela destacou a importância de uma gestão que olha para o interior do Amazonas.

“Agradeço primeiramente a Deus, por uma gestão que olha e lembra de nós que moramos no interior. Esse é um auxílio que nunca pensei que fosse receber, mas que chegou na hora certa. Eu e meu marido somos autônomos e estamos sem renda no momento, então será uma ajuda e tanto”, afirmou.

A titular da Secretaria de Estado da Assistência Social (Seas), Alessandra Campêlo, ressaltou a importância do programa para a garantia da segurança alimentar de famílias em situação de pobreza e extrema pobreza; e apontou que relatos como os de Francisca e Josilane são a prova de que o Auxílio Estadual cumpre seu papel.

“Esse cartão é uma prova de amor ao povo. É fruto de quem se preocupa com a comida na mesa de vocês e seus filhos. Vemos que a maioria dos contemplados são mulheres que sozinhas sustentam suas casas e filhos. Nossos filhos são nossas prioridades e hoje vocês, mães, podem ir para casa sabendo que têm alguém cuidando de vocês”, declarou.

Benefício – Considerado o maior programa social da história do Amazonas, o Auxílio Estadual Permanente foi criado pelo governador Wilson Lima e tem coordenação da Secretaria de Estado da Assistência Social (Seas) e do Fundo de Promoção Social e Erradicação da Pobreza (FPS), envolvendo ainda outros 24 órgãos governamentais.

O programa tem objetivo de atender 300 mil pessoas em situação de vulnerabilidade no estado, sendo 158 mil na capital e 142 mil no interior, com uma ajuda financeira mensal de R$150 de forma permanente. Até esta quinta-feira (09/12), mais de 220 mil cartões já foram entregues, equivalente a 74% do total que serão entregues em todo o estado.

FOTOS: Miguel Almeida/Seas

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.