Últimas

UGPE propõe à Defesa Civil do município um plano de contingência para a comunidade da Sharp, durante período de chuvas

A Unidade Gestora de Projetos Especiais (UGPE), órgão do Governo do Amazonas responsável pela execução do Programa Social e Ambiental de Manaus e Interior (Prosamin+), reuniu nesta sexta-feira (10/12) com a Defesa Civil de Manaus e lideranças da comunidade da Sharp, para discutir a preparação de um plano de contingência que possa minimizar os impactos do período chuvoso na área.


De acordo com o coordenador executivo da UGPE, engenheiro Civil Marcellus Campêlo, a ação visa colaborar com o Município e com as famílias que ali estão, enquanto as obras do Prosamin+ ainda iniciam na área.

“Recebemos da Defesa Civil Estadual o alerta de cheia. E sabendo que a nossa principal área de intervenção do novo Prosamin+, a comunidade da Sharp, costuma ser impactada pelas alagações nesse período de intensificação das chuvas, chamamos a comunidade e a Defesa Civil do Município para tentar mitigar os efeitos disso, com um plano de contingência para o local”, explicou Campêlo, ao lembrar de que a nova etapa do programa está avançada, inclusive com antecipação, pelo Governo do Estado, do cronograma de execução na parte de reassentamento.

Antes mesmo da assinatura do contrato de financiamento com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), que deve acontecer após aprovação do Senado Federal, o Governo do Amazonas já lançou, no mês de novembro, dois editais de licitação para a construção, com recursos próprios, das primeiras 112 unidades habitacionais que vão atender ao novo programa. Além disso, as equipes do Social da UGPE estão na área, entregando os certificados dos primeiros 427 imóveis que serão reassentados nas diversas soluções de moradia, o que está previsto para o decorrer de 2022.

“Fizemos a primeira reunião e a nossa equipe vai elaborar um plano que vai ser validado depois pela Defesa Civil municipal. Posteriormente, vamos comunicar para a comunidade e todos os envolvidos”, disse o coordenador.

O diretor de operações da Defesa Civil Municipal, tenente coronel Robson Falcão, elogiou a iniciativa da UGPE e destacou o apoio recebido do órgão, em setembro, quando Manaus teve várias ocorrências em função das chuvas e a comunidade da Sharp foi o local onde houve as melhores respostas. “Este ano a gente já realizou uma resposta muito boa no atendimento de mais de 900 famílias atingidas por enxurrada em Manaus; e lá na Sharp foi onde tivemos a melhor resposta devido às ações do Prosamin+ na área”, disse.

Participação comunitária – A reunião, na sede da UGPE, contou com a participação de representantes dos Grupos de Apoio Local (GAL) do Prosamin+ da Comunidade da Sharp. A proposta de elaboração de um plano de contingência, que possa dar pronta resposta em caso de alagação ou outros eventos provocados por chuva, tem apoio das lideranças comunitárias.

“O objetivo de nos trazer aqui foi de estabelecer uma parceria visando minimizar os riscos e impactos das próximas chuvas. A ideia é trabalharmos junto com a UGPE e a Defesa Civil no plano de contingência”, disse Celso Roberto Ventura, membro do GAL da Sharp.

Sobre a UGPE – A Unidade Gestora de Projetos Especiais (UGPE) é um órgão do Governo do Amazonas. Tem por missão planejar e executar políticas públicas voltadas à promoção de melhorias nas áreas de saneamento básico, urbanismo e socioambiental.

A UGPE executa os projetos de implantação do Programa Social e Ambiental dos Igarapés de Manaus e Interior (Prosamin+). Com as obras do Prosamin+, o objetivo é contribuir, de forma sustentável, para a melhoria dos problemas socioambientais e urbanísticos da população residente nas áreas de abrangência.

FOTOS: Tiago Corrêa/UGPE

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.