Últimas

Amazonastur solicita relatório sobre áreas de risco de desastres naturais em atrativos turísticos de 24 municípios do Estado

A Empresa Estadual de Turismo do Amazonas (Amazonastur) encaminhou, nesta terça-feira (11/01), ofício para os 24 municípios do Amazonas que fazem parte do Mapa do Turismo Brasileiro, solicitando relatórios sobre áreas de risco de desastres naturais em atrativos turísticos como cavernas, cachoeiras e cânions no Estado.


A solicitação é um desdobramento da reunião promovida pelo Ministério do Turismo, via videoconferência, com os representantes do Fórum Nacional de Dirigentes e Secretários Estaduais de Turismo (Fornatur), ontem (10/1), em razão do episódio que ocorreu em Capitólio, Minas Gerais, no sábado (08/01).

Segundo o presidente da Amazonastur, Sérgio Litaiff Filho, a ação é fundamental para garantir o desenvolvimento do turismo seguro no Amazonas. "Nós, secretários e secretárias de turismo, membros do Fornatur, estamos extremamente consternados com a situação ocorrida em Capitólio. A partir dessa reunião com o ministro Gilson Machado Neto, vamos reforçar essa análise, nos respectivos estados, para que o Ministério do Turismo avalie a melhor forma de contribuir para o desenvolvimento seguro do turismo em cada localidade", explicou.

Litaiff destaca que a Amazonastur já produz relatórios sobre atrativos turísticos dos 24 municípios que fazem parte do Mapa no Amazonas: Barcelos; Santa Izabel do Rio Negro; Benjamin Constant; Tabatinga; Manaus; Careiro; Iranduba; Manacapuru; Manaquiri; Novo Airão; Presidente Figueiredo; Rio Preto da Eva; Borba; Humaitá; Novo Aripuanã; Anamã; Anori; Tefé; Uarini; Boa Vista do Ramos; Maués; Parintins; Itacoatiara e São Sebastião do Uatumã.

E reforça que, apesar de o monitoramento desses locais ser de responsabilidade das prefeituras, a Amazonastur está a postos para dar o suporte necessário para que o levantamento ocorra da forma mais abrangente possível.

“Vamos entrar em contato também com as universidades Estadual e Federal com a possibilidade de estudos geológicos acerca destes atrativos turísticos, que serão indicados pelos municípios, e isso será encaminhado para o Ministério do Turismo, a fim de que fatalidades como essa não venham a acontecer em nosso estado”, disse Litaiff.

Cadastur – Para garantir segurança durante passeios turísticos, a Amazonastur ressalta a importância de os turistas buscarem prestadores que fazem parte do cadastro de pessoas físicas e jurídicas do Ministério do Turismo, que atuam no setor de turismo, o Cadastur. O Amazonas tem 1.669 estabelecimentos inseridos no Cadastur, o que resulta ser o Estado da região Norte com o maior número de prestadores que fazem parte do sistema. O turista pode conferir os estabelecimentos cadastrados no site do Cadastur https://cadastur.turismo.gov.br/hotsite/#!/public/capa/entrar .

FOTO: Clóvis Miranda/Divulgação/Amazonastur

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.