Últimas

Corpo de Bombeiros e FCecon assinam convênio para militares da saúde reforçarem atendimento na unidade

Reforçando os atendimentos, a rede de assistência oncológica do Governo do Amazonas firmou, nesta quinta-feira (06/01), um termo de cooperação para inclusão de profissionais de saúde do Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas (CBMAM) no quadro de especialistas que atuam na Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas (FCecon).


O convênio celebrado na sede da FCecon estabelece que sete profissionais do Corpo de Bombeiros sejam cedidos à fundação, passando a atuar no órgão pelo período de um ano, podendo ser renovado após o término. Os bombeiros trabalham nas áreas de ortopedia oncológica, patologia, oncologia clínica, medicina clínica e enfermagem.

De acordo com o diretor-presidente da FCecon, Gerson Mourão, os bombeiros são profissionais que exercerão funções raras pelo nível de capacidade técnica. Com o reforço do grupo na FCecon, ele afirma que haverá redução no tempo de atendimento em várias áreas, tendo em vista a chegada de técnicas de enfermagem para auxiliar na rotatividade de pacientes.

“Vai ser, inicialmente, durante um ano, e a partir daí vamos nos readequando às situações que por aí vierem. Nós vamos conseguir diminuir o tempo em várias áreas de atendimento, que levavam em torno de 90 dias para em torno de mais ou menos 25 dias. Sem dúvida alguma, isso vai causar um impacto muito grande no atendimento, inclusive do ponto de vista de humanização, de cumprir a lei”, afirmou o diretor-presidente.

O comandante do Corpo de Bombeiros do Amazonas, coronel Orleilso Muniz, destacou a importância do apoio de profissionais da corporação para a FCecon, cumprindo determinação do governador Wilson Lima em garantir o atendimento de excelência na unidade. Ele considera a parceria um ganho substancial para a sociedade amazonense.

“Estamos firmando por orientação do governador esse acordo, e quem ganha com isso certamente é a sociedade porque terá especialistas de alta qualidade aqui na FCecon, atendendo todos os dias, inclusive com uma nova estratégia que são técnicos de enfermagem que trabalharão em uma função nova aqui dentro. É um ganho substancial para a sociedade, fruto do planejamento do Governo e do Corpo de Bombeiros”.

União de forças – O tenente do Corpo de Bombeiros e médico ortopedista, Ubiratã Gomes, afirmou que a área de oncologia ortopédica possui poucos profissionais no Amazonas, sendo apenas dois pela rede pública. Com a especialidade disponível na FCecon, ele pontua os ganhos para pacientes que necessitam de cirurgias.

“Existe uma orientação do conselho que as cirurgias têm que ser feitas em duplas, porque se um médico por um acaso passar mal, você tem o outro que fará a cirurgia. Juntando forças com dois médicos experientes nós conseguimos fazer cirurgias maiores, mais específicas em oncologia ortopédica”.

A técnica de enfermagem, Eliana Taveira, atuará diretamente com pacientes que darão entrada na unidade no sentido de facilitar e agilizar consultas com especialistas para o tratamento ocorrer de forma mais rápida, função denominada de “navegadora”. Para ela, desempenhar o serviço na rede de saúde condiz com outro tipo de resgate, porém com o mesmo significado: salvar vidas.

“Não deixam de ser vidas em risco que o bombeiro militar vem para ajudar nesse resgate da saúde, que é a nossa maior riqueza. E de gratidão, quando eles chegam, muito emocionados com o cabelo já nascendo e vem agradecer. Isso nenhum dinheiro paga”.

FOTOS: Lucas Silva/Secom

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.