Últimas

Governo do Estado socorreu famílias de agricultores, pescadores e pecuaristas durante pandemia e cheia dos rios

Em ação humanitária para atender os pescadores, agricultores e pecuárias do Amazonas, que foram afetados pela pandemia da Covid-19 e a cheia histórica, o Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Produção Rural (Sepror), entregou, durante o período mais crítico da crise, cestas básicas e kits para a retomada das atividades produtivas de pescadores e agricultores familiares, assim como suplemento alimentar animal (farelo de soja e sal mineral) para pequenos pecuaristas. Ao todo foram mais de 77,4 mil famílias de produtores rurais beneficiadas.


“Ninguém esperava por essa pandemia e pela maior cheia da História do Amazonas. Tivemos que alterar nosso planejamento para socorrer as famílias dos nossos agricultores, pescadores e pecuaristas que mais precisavam. Colocar alimento na mesa de quem mais precisa foi uma determinação do nosso governador Wilson Lima”, comentou Petrucio Magalhães Júnior, titular da Sepror.

Kits Agricultura Familiar – No início de 2021, para a retomada das atividades produtivas dos agricultores familiares, após o período de chuva, foram entregues 13,7 mil kits da agricultura familiar composta por sementes de alface, cebolinha, coentro, couve, maxixe, melancia, mamão, maracujá, milho e feijão, para agricultores familiares nos 62 municípios do Amazonas. No total foram 42,8 toneladas de sementes entregues.

Cada agricultor beneficiado recebeu um kit, para dar início ao seu plantio e produção, garantindo segurança alimentar e renda para suas famílias. A distribuição ocorreu por meio do Instituto de Desenvolvimento Agropecuário, Florestal e Sustentável (Idam) de cada município.

Suplemento alimentar – Para 836 pequenos pecuaristas que tiveram suas produções afetadas devido à cheia dos rios na área de várzea, de 12 municípios do Amazonas, foram entregues 8,5 mil sacos de farelo de soja com 50 quilos cada, mais 3,3 mil sacos de sal mineral com 30 quilos cada.

A finalidade foi diminuir os impactos causados pela enchente, garantindo o alimento para o gado, além de fomentar e incentivar a produção dos pequenos pecuaristas residentes na região da várzea, visando gerar emprego e renda e a segurança alimentar.

Os produtores beneficiados foram dos seguintes municípios: Autazes, Barreirinha, Boa Vista do Ramos, Careiro Castanho, Careiro da Várzea, Iranduba, Itacoatiara, Manacapuru, Manaquiri, Parintins, São Sebastião do Uatumã e Urucará.

Cestas básicas – Para os agricultores familiares que estavam em segurança alimentar e nutricional dos municípios de Iranduba, Itacoatiara, Manacapuru, Autazes e a zona rural de Manaus, foram entregues cerca de 4 mil cestas básicas, com o apoio da Federação da Agricultura e Pecuária do Amazonas (Faea/Senar).

Para os pescadores artesanais dos 62 municípios do Amazonas, que são cadastrados em associações, sindicatos e colônias, que possuem o Registro Geral de Pesca (RGP), receberam 58,9 mil cestas básicas. Essas entregas ocorreram com o apoio do Ministério da Cidadania, Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), responsáveis pela aquisição.

No total, foram beneficiados aproximadamente 62,9 mil produtores, entre agricultores e pescadores do Amazonas, com a entrega de cestas básicas no Amazonas, por meio da Sepror.

FOTOS: Emerson Martins/Sepror

Nenhum comentário

Obrigado por comentar aqui.