Prefeitura de Manaus realiza obra de contenção de erosão no conjunto Francisca Mendes

O prefeito em exercício e titular da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf), Marcos Rotta, esteve na área erodida do conjunto Francisca Mendes, bairro Cidade Nova 2, zona Norte, nesta quinta-feira, 6/1.


O trecho da avenida Itaberaba, que conflui na rua D, foi afetado pelas fortes chuvas e desbarrancou no último domingo, 2/1. Os trabalhos de contenção iniciaram de imediato, após determinação do prefeito David Almeida.

“Essa é mais uma das grandes erosões que o prefeito tem enfrentado nos últimos meses. É uma área problemática, mas que já estava no nosso radar, contudo as chuvas intensas acabaram ocasionando a queda de uma casa que, inclusive, estava construída de forma irregular em cima de uma rede de drenagem, o que dificulta ainda mais a vistoria do problema”, informou Rotta.

O trabalho na área já estava previsto no cronograma de atividades da Seminf, mas precisou ser antecipado devido às intempéries climáticas e o agravo do problema decorrente das residências construídas de forma irregular. Como é uma área de difícil acesso, que contém vegetação prolongada, o prefeito em exercício ressalta o cuidado dos trabalhadores ao adentrar na região, e a preocupação em seguir de forma ágil com o serviço.

“Agora é trabalhar e fazer com que a empresa que está atuando nessa área possa avançar de forma célere, mesmo no período noturno, para que possamos devolver essa área à comunidade e preservar a via, que é de acesso importante aqui no Francisca Mendes”, disse o titular de Infraestrutura.

Após o desbarrancamento, o prefeito David Almeida determinou a implementação de uma obra de cunho emergencial. O local está isolado com tapumes e sinalizado com faixas, para evitar que populares se aproximem.

“Nós estamos, primeiramente, fazendo o acesso porque é uma área difícil de adentrar e vamos precisar colocar máquinas pesadas para poder fazer o trabalho de contenção. Vamos aproveitar esses dias de sol para dar uma acelerada nos trabalhos. A obra só vai realmente andar quando a máquina conseguir criar um acesso, para poder trabalhar nesse ponto de erosão”, afirmou Rotta.

Outras frentes

A Prefeitura de Manaus, por meio da Seminf, trabalha de forma contínua em outras 12 obras emergenciais, para conter grandes erosões que apresentam risco à vida de moradores em vários bairros da capital. As frentes de obras estão no Mauazinho; três no Conjunto Nova Cidade; conjunto Francisca Mendes; no bairro Grande Vitória; bairro Santa Etelvina; Parque das Tribos; na Feira da Panair, no Educandos; na estrada do Puraquequara; no bairro São Raimundo e no Colônia Terra Nova.

Trabalhos paralelos

No bairro Mauazinho, zona Leste da cidade, os trabalhos são realizados de forma preventiva e minuciosa na contenção de um grande talude, com aproximadamente 45 metros de altura, na rua Manoel Ribeiro. A região, que já é geograficamente erosiva, sofre com alagamentos e desmoronamentos nos períodos de chuva.

Mais de 20 mil metros cúbicos de argila estão sendo usados na área, solucionando de forma definitiva o problema de mais de cem famílias que residem na via. Na sequência, o local receberá implantação de drenagens profundas, terraplanagem e asfalto. Além da infraestrutura básica, a prefeitura irá implantar uma praça com área de lazer para crianças, jovens e adultos.

No ramal Cuieiras, as equipes da Seminf trabalham na contenção de uma erosão que se formou após a grande cheia de 2021. Máquinas, como tratores e retroescavadeiras, fazem a contenção do talude e a terraplanagem no trecho erodido.

Na rua Mangabeira, bairro Grande Vitória, zona Leste, uma erosão de cerca de 70 metros de altura já está em fase de contenção.

No bairro Nova Cidade, zona Norte, a prefeitura atua em outras duas grandes contenções de erosões. Na rua Budapeste, as equipes trabalham na contenção do talude, no reaterro, e na implantação da rede de drenagem profunda com tubos em concreto, que darão a vazão correta das águas das chuvas, evitando novas erosões. O serviço envolve tratores e retroescavadeiras.

Na rua Wilkens de Matos, também no Nova Cidade, as equipes realizam obras de contenção do talude em uma grande erosão com cerca de 20 metros de profundidade. A Seminf tem agido de maneira célere, para que a população possa usufruir de um novo espaço revitalizado.

Fotos – João Viana / Semcom e Márcio Melo / Seminf

Comentários

Obrigado por comentar aqui.

Postagem Anterior Próxima Postagem