Prefeitura e Policiamento Ambiental alinham cessão de área institucional para construção de quartel

A futura sede do Batalhão de Policiamento Ambiental do Amazonas (BPAmb) foi pauta positiva de reunião realizada nesta quarta-feira, 19/1, entre a Prefeitura de Manaus, via Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Implurb), e o Comando do Policiamento, com a presença de equipe da Casa Militar Municipal.


O quartel a ser construído, que tem verba disponível e projeto arquitetônico, deverá ocupar uma área pública institucional da Prefeitura de Manaus no bairro do Tarumã, zona Oeste, conforme explicou o comandante do Comando de Policiamento Ambiental (CPAmb), coronel Luiz Navarro.

“Hoje estamos evoluindo nas tratativas entre o governador Wilson Lima e o prefeito David Almeida para a cessão deste terreno, onde será instalada a base do comando e a sede do batalhão. O Tarumã é uma região da cidade de conflitos ambientais e nosso objetivo é expandir atividades além do quartel e combate aos crimes relacionados, com ações de educação ambiental, trabalho social e resgate de animais, tendo um espaço específico para isto”, disse Navarro.

O Tarumã é uma Área de Preservação Ambiental (APA) com forte função de preservação do meio ambiente dentro da estrutura da cidade. “Do ponto de vista do planejamento e do desenvolvimento urbano sustentável, o prefeito David Almeida determinou realizar todos os esforços para integrar o Batalhão Ambiental em uma área institucional da prefeitura”, explicou o diretor-presidente do Implurb, engenheiro Carlos Valente.

Configurando interesse público, agregando à proteção da APA e ao combate a crimes ambientais e urbanísticos, Implurb, Procuradoria Geral do Município (PGM) e Casa Militar estão alinhados para concluir as tratativas da cessão do imóvel.

Produtivo

Para o chefe da Casa Militar, tenente William Dias, foi uma reunião produtiva, buscando fazer a interlocução do Batalhão e da própria Polícia Militar com a prefeitura. “Tendo em vista que o terreno é propriedade do município, discutimos os termos para cessão e uso dele institucional, com base no entendimento de legislação do Implurb. O Batalhão não tem sede até hoje e este é um momento histórico, de busca de concretização de uma operação que vai contribuir com a sociedade em segurança, meio ambiente e educação”, comentou.

Atribuições

Ações preventivas e de repressão contra todos os tipos de crimes ambientais, além de fiscalizações em áreas rurais ou urbanas, são algumas das atribuições do Batalhão de Policiamento Ambiental (BPAmb), da Polícia Militar, que existe no Amazonas há 13 anos, atuando em frentes terrestre e fluvial.

O Comando de Policiamento Ambiental foi criado por lei delegada e conta com um corpo especializado dentro da organização da PM, na defesa e proteção ao meio ambiente, no combate a crimes como caça e pesca ilegal, extração irregular de minério, maus-tratos de animais silvestres, entre outras ilegalidades.

Comentários

Obrigado por comentar aqui.

Postagem Anterior Próxima Postagem